Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

MÚSICA

Edição impressa de 16/01/2019. Alterada em 16/01 às 01h00min

Paralelo Festival apresenta programação eclética e gratuita em São Francisco de Paula

Erasmo Carlos fecha a programação do primeiro dia do Paralelo Festival

Erasmo Carlos fecha a programação do primeiro dia do Paralelo Festival


GUTO COSTA/DIVULGAÇÃO/JC
Ricardo Gruner
Depois de atrações como o Festival Brasileiro de Música de Rua, do Gramado in Concert e do Mississippi Delta Blues Festival, o calendário da serra gaúcha ganha mais um evento dedicado à música. Neste fim de semana, São Francisco de Paula é palco para a primeira edição do Paralelo Festival, iniciativa que reúne nomes consagrados, expoentes do Estado e também uma atração internacional: Vini Louden, guitarrista que integrou a banda da dama do blues Koko Taylor.
A ideia da produção é apostar em uma escalação eclética, para agradar a espectadores de gostos variados - já que não há cobrança de ingresso - e com potencial também para atrair a presença de público de outras cidades. Os carros-chefes da programação são Erasmo Carlos, no primeiro dia, e Demônios da Garoa, no segundo.
O Tremendão vem ao Estado cerca de dois meses após vencer o Grammy Latino por Excelência da Língua Portuguesa. Com a cinebiografia Minha fama de mau prevista para estrear em fevereiro, o músico está, de certo modo, em um momento de ruptura na carreira. Entre 2009 e 2014, o músico lançou uma sequência de três discos dedicados ao rock'n'roll, mas no passado mudou de rumo ao abraçar o gênero canção no seu novo trabalho, Amor é isso.
Já os Demônios da Garoa viraram figuras frequentes na capital gaúcha nos últimos anos. A formação atual do grupo paulista preparou um repertório com os sucessos de Adoniram Barbosa e de outros compositores.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/01/14/206x137/1_demonios_da_garoa___credito_divulgacao_paralelo_festival__2_-8596211.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c3cda805192d', 'cd_midia':8596211, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/01/14/demonios_da_garoa___credito_divulgacao_paralelo_festival__2_-8596211.jpg', 'ds_midia': 'Grupo Demônios da Garoa também está escalado para o evento, em São Francisco de Paula', 'ds_midia_credi': 'PARALELO FESTIVAL/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Grupo Demônios da Garoa também está escalado para o evento, em São Francisco de Paula', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '682', 'align': 'Left'}

Grupo Demônios da Garoa também está escalado para o evento, em São Francisco de Paula. Foto: Paralelo Festival/Divulgação/JC

Conforme Carlos Branco, um dos realizadores do evento, os talentos gaúchos foram selecionados para compor uma agenda variada em termos de ritmos e melodias. A porto-alegrense Camila Toledo, por exemplo é reconhecida por releituras de Billie Holiday, mas também reverencia nomes como Dona Ivone Lara e Sandra de Sá, enquanto os conterrâneos da Marmota são uma das principais revelações da cena jazz da Capital.
Completam a escalação o conjunto Yangos, de Caxias do Sul, que apresenta a mistura jazz e música regional que lhe garantiu uma indicação ao Grammy Latino; o trio pelotense Musa Híbrida, levando à cidade seu experimentalismo indie-psicodélico, e a Barba & Blues, que representa São Francisco de Paula e tem no repertório versões para clássicos de Robert Johnson e Muddy Waters.
Única atração internacional do evento, Vini Louden iniciou sua carreira tocando em cultos de uma igreja e pouco a pouco foi conquistando espaço nos clubes de blues de Chicago. Além de fazer shows com a Koko Taylor's Blues Machine, o músico foi líder da banda da cantora e gravou discos com a norte-americana já falecida.
Segundo Branco, a data e o local do Paralelo Festival possuem uma motivação histórica. "Quisemos montar agora aproveitando que São Francisco de Paula tinha uma relação de turismo e verão, nos anos 1950 as pessoas iam muito lá nessa época", afirma ele, adicionando: "E queríamos fugir dos lugares em que geralmente são desenvolvidos projetos semelhantes no Rio Grande do Sul".

Paralelo Festival

  • 19 e 20 de janeiro
  • Lago São Bernardo (Alziro Tôrres Filho, s/nº, em São Francisco de Paula)
  • Entrada franca
Sábado
  • 17h - Barba & Blues
  • (São Francisco de Paula)
  • 18h15min - Musa Híbrida (Pelotas)
  • 19h30min - Vino Louden (EUA)
  • 21h - Erasmo Carlos (Rio de Janeiro)
Domingo
  • 16h - Marmota (Porto Alegre)
  • 17h15min - Camila Toledo (Porto Alegre)
  • 18h30min - Yangos (Caxias do Sul)
  • 20h - Demônios da Garoa (São Paulo)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia