Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de setembro de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

ACONTECE

Edição impressa de 11/09/2018. Alterada em 11/09 às 01h00min

Mostra coletiva apresenta mais de 80 obras no Margs

Obra de Ottjörg A.C. integra exposição O poder da multiplicação

Obra de Ottjörg A.C. integra exposição O poder da multiplicação


REPRODUÇÃO OTTJÖRG A.C./DIVULGAÇÃO/JC
Ocorre nesta terça-feira (11), às 19h, a abertura da exposição O poder da multiplicação no Margs (Praça da Alfândega, s/nº). A mostra coletiva apresenta mais de 80 obras - entre gravuras, vídeos, instalações, street art, fotografias e obras em 3D e realidade aumentada - de 14 artistas contemporâneos brasileiros e alemães, como Carlos Vergara, Hanna Hennenkemper, Helena Kanaan, Ottjörg A.C., Regina Silveira, Vera Chaves Barcellos, Thomas Kilpper e Xadalu. A visitação vai até 11 de novembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h, com entrada franca.
Na inauguração, aberta ao público, haverá a apresentação do grupo de canto e dança Nhamandu - integrado por 20 crianças da aldeia indígena Pindó Mirim, de Viamão. O artista Xadalu vai criar serigrafias durante o evento, que serão distribuídas ao público. A artista Helena Kanaan apresentará a performance Ritidomas
Nesta quarta (12), às 10h, ocorre uma visita mediada pelo curador Gregor Jansen, diretor do Kunsthalle Düsseldorf. No mesmo dia, mas às 19h30min, será realizado um bate-papo no Goethe-Institut (24 de Outubro, 112), com Gregor Jansen e os consultores curatoriais Paulo Gomes e Francisco Dalcol. Na ocasião, Xadalu dará início à sua intervenção no muro do instituto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia