Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Dia do Comediante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021.
Notícia da edição impressa de 26/02/2021.
Alterada em 26/02 às 03h00min

Imunidade parlamentar

"Não concordo em aumentar as prerrogativas dos deputados, porque os parlamentares vão ficando cada vez mais distantes do tratamento que é dado à população", afirmou o deputado federal gaúcho Daniel Trzeciak (PSDB), falando da imunidade parlamentar.
"Não concordo em aumentar as prerrogativas dos deputados, porque os parlamentares vão ficando cada vez mais distantes do tratamento que é dado à população", afirmou o deputado federal gaúcho Daniel Trzeciak (PSDB), falando da imunidade parlamentar.
Encurtar essa distância
O congressista argumenta dizendo que "nós temos que encurtar essa distância. A imunidade parlamentar serve para proteger a atividade política, e não para acobertar críticas", enfatizou o tucano.
Aprovada a toque de caixa
A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) foi protocolada na terça-feira, e votada na quarta. "Isso jamais poderia acontecer desta forma. Tem que passar pela Comissão de Constituição e Justiça", cobra Daniel Trzeciak. "Foi a toque de caixa, sem debate. Isso é muito ruim para a democracia, é muito ruim para a Câmara Federal. Isso não pode existir".
Tem que focar na pandemia
"Na minha avaliação, nós precisamos gastar energia, focar na pandemia." O deputado alerta que "milhares de pessoas estão morrendo, perdendo emprego, temos que concentrar energia na retomada da economia, na vacina. A questão da imunidade parlamentar, não é momento para se discutir", concluiu Daniel Trzeciak.
Crise do agronegócio
O deputado gaúcho Heitor Schuch (PSB) quer a atenção do governo federal para a crise que assola o agronegócio, agravada pela pandemia. O parlamentar ressalta a situação do agricultor devido ao aumento de custos de produção no setor primário, às vésperas das colheitas dos grãos, como: soja, milho e arroz. Schuch também chama atenção para os problemas enfrentados pelos produtores de leite. A decisão do governo em importar leite, apesar da boa produção no País, também é questionada pelo congressista.
Falta experiência
Na avaliação do deputado Pompeo de Mattos (PDT), "a falta de experiência do presidente Bolsonaro em governar, permitiu os incêndios na Amazônia, mais de 250 mil mortes por Covid-19, 15 milhões de empregos perdidos, e R$ 100 bilhões em prejuízos da Petrobras". O congressista pede que os cidadãos reflitam sobre a realidade nacional. E afirma "que o Brasil precisa de bons gestores e administradores, e não de pessoas sem conhecimento, preocupadas em transferir responsabilidades a terceiros".
Luta contra a fome e a miséria
O novo líder do PT na Câmara, o deputado gaúcho Elvino Bohn Gass, anuncia que a bancada vai atuar ao longo deste ano na luta contra a fome e a miséria no País, e pelo restabelecimento pleno dos direitos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
Comentários CORRIGIR TEXTO
Edgar Lisboa
Edgar Lisboa
Notícias da capital federal e informações sobre projetos do Congresso Nacional e medidas do Palácio do Planalto, especialmente com interesse do Rio Grande do Sul estão na coluna Repórter Brasília. O jornalista Edgar Lisboa traz um resumo diário do que de mais importante acontece na tramitação do Legislativo e na movimentação da bancada federal gaúcha.