Porto Alegre, terça-feira, 02 de novembro de 2021.
Dia de Finados.
Porto Alegre,
terça-feira, 02 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Arquitetura

- Publicada em 02/11/2021 às 22h50min.

São Leopoldo terá concurso de arquitetura para a Casa da Feitoria/Museu do Imigrante

Casa da Feitoria/Museu do Imigrante, em São Leopoldo, será recuperada para o bicentenário da imigração alemã

Casa da Feitoria/Museu do Imigrante, em São Leopoldo, será recuperada para o bicentenário da imigração alemã


REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS/JC
Escritórios de arquitetura de todo o país poderão apresentar projetos arquitetônicos para espaços de referência da história e cultura de cinco cidades gaúchas. Os concursos de arquitetura, um para cada projeto, serão lançados ainda em novembro na segunda etapa do Iconicidades, iniciativa do governo do Estado em parceria com as prefeituras de Cachoeirinha, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria e São Leopoldo.
Escritórios de arquitetura de todo o país poderão apresentar projetos arquitetônicos para espaços de referência da história e cultura de cinco cidades gaúchas. Os concursos de arquitetura, um para cada projeto, serão lançados ainda em novembro na segunda etapa do Iconicidades, iniciativa do governo do Estado em parceria com as prefeituras de Cachoeirinha, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria e São Leopoldo.
Em São Leopoldo o projeto será para a Casa da Feitoria/Museu do Imigrante, que será transformado em espaço destinado ao turismo, a atividades ligadas ao esporte e ao lazer, feiras, empreendimentos e eventos. A casa original é da época colonial. Sofreu desabamentos parciais, o mais recente em 2019, e foi reconstruída ao longo dos anos. É tombada como patrimônio histórico estadual.
Para a prefeitura, a casa é entendida como um vetor que pode potencializar fatores como engajamento comunitário, estratégia de desenvolvimento local e regional e fomento à economia criativa local. A ideia é restaurar o espaço para a comemoração do Bicentenário de São Leopoldo e da Imigração Alemã no Brasil, uma das etnias representadas no local, já que a cidade é considerada berço da colonização alemã no Brasil.
O projeto para a Casa da Feitoria/Museu do Imigrante, em São Leopoldo, tem o apoio de diversas entidades locais:
- representantes das Etnias/Imigrantes - Afrodescendentes (Conselho Municipal de Políticas da Promoção da Igualdade Racial); Luso-brasileiros (Casa dos Açores); Teuto-brasileiros (Federação dos Centros de Cultura Alemã no Brasil);
- representantes proprietários históricos: IECLB (Sínodo Rio dos Sinos); Sociedade União Popular (Sicredi Pioneira); Museu Histórico Visconde de São Leopoldo;
- representantes Técnicos: Museologia (Colegiado Setorial de Museus do Rio Grande do Sul); História (Instituto Histórico de São Leopoldo); Arquitetura (Associação de Engenheiros e Arquitetos de São Leopoldo); Patrimônio (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado do Rio Grande do Sul);
- representantes da comunidade: Comunidade Bairro Feitoria (Associação Comunitária Feitoria Velha); Setor Produtivo (Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul);
- comissão técnica: Universidade Vale do Rio dos Sinos (Termo de cooperação entre a UNISINOS e o Museu Histórico Visconde de São Leopoldo); Curso/Área: Gestão, História/Arqueologia, Biologia, Aquitetura/Engenharia Civil e NEABI.
Para os profissionais da arquitetura, o governo prevê premiação dos três primeiros colocados em cada proposta, 15 ao todo. Serão R$ 10 mil ao terceiro lugar, R$ 15 mil para o segundo e R$ 20 mil aos vencedores de cada uma das cinco propostas, além do contrato para desenvolver e entregar o projeto completo ao município. O valor entre premiação e contratação dos projetos é de R$ 3,975 milhões.
Mais informações podem ser acessadas na página do programa Iconicidades.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO