Porto Alegre, sexta-feira, 23 de outubro de 2020.
Dia da Aviação e do Aviador.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 23 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Sustentabilidade ambiental

- Publicada em 16h52min, 23/10/2020.

Action Fund Brazil anuncia projetos selecionados em Porto Alegre e Curitiba

Iniciativas implementadas terão impacto local na mitigação de gases do efeito estufa

Iniciativas implementadas terão impacto local na mitigação de gases do efeito estufa


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Foram anunciados nesta sexta-feira, dia 23, os quatro projetos selecionados pelo Action Fund Brazil, colaboração entre Google.org e ICLEI América do Sul, que receberão recursos para implementar iniciativas de impacto local na mitigação de gases do efeito estufa (GEEs), sendo dois em Porto Alegre e dois em Curitiba. O Action Fund foi criado a partir de uma doação do Google.org, e os projetos foram selecionados por um Comitê de Seleção do ICLEI América do Sul, em conjunto com as administrações municipais.
Foram anunciados nesta sexta-feira, dia 23, os quatro projetos selecionados pelo Action Fund Brazil, colaboração entre Google.org e ICLEI América do Sul, que receberão recursos para implementar iniciativas de impacto local na mitigação de gases do efeito estufa (GEEs), sendo dois em Porto Alegre e dois em Curitiba. O Action Fund foi criado a partir de uma doação do Google.org, e os projetos foram selecionados por um Comitê de Seleção do ICLEI América do Sul, em conjunto com as administrações municipais.
Ao todo foram 20 propostas inscritas, 11 em Porto Alegre e 9 em Curitiba. Em Porto Alegre, 7 passaram para a avaliação, que identificou as que de maior potencial de impacto para a realidade local. Em Porto Alegre os projetos serão desenvolvidos pelo Centro Brasil no Clima (CBC) e pelo Centro de Inteligência Urbana (CIUPOA). Em Curitiba, Pela Ambiens Sociedade Cooperativa e pelo SENAI-PR.
As quatro organizações receberão o valor de até R$ 660 mil cada para construir projetos a partir da utilização de dados públicos, como os gerados pela Environmental Insights Explorer (EIE), plataforma do Google que reúne informações sobre emissões de GEEs de edifícios e transportes, qualidade do ar e potencial solar de coberturas.

Projetos selecionados – Porto Alegre 

CBC - O projeto a ser desenvolvido pelo Centro Brasil no Clima propõe o uso de dados disponíveis na EIE para construir um sistema de indicadores que apoie a transição energética do transporte público de Porto Alegre. A ideia é que estes indicadores permitam compreender os custos econômicos que as emissões geram para o município, comparando com os valores de se eletrificar a frota de ônibus municipais.
CIUPOA - O projeto do CIUPOA realizará, de forma participativa, intervenções que buscam a transformação de duas escolas municipais e um Centro de Tradições Gaúchas (CTG), localizados no Morro da Cruz, em hubs de economia circular e zero emissão. A intenção é mostrar e colocar em prática o potencial transformador da utilização de energias renováveis em territórios vulneráveis, combinando tecnologia de ponta e trabalho socioambiental educativo.

Projetos selecionados – Curitiba 

Ambiens - A Ambiens Sociedade Cooperativa apresentou um projeto de instalação de placas solares fotovoltaicas em moradias do bairro de Caximba, na região periférica de Curitiba, e o desenvolvimento de um aplicativo que coletará os dados e disponibilizará os resultados obtidos. Com isso, pretende-se avaliar a viabilidade de geração de energia limpa e sustentável e subsidiar a formulação de políticas públicas referentes ao tema.
SENAI-PR - O projeto a ser desenvolvido pelo SENAI-PR visa desenvolver um painel de acesso público que permita o acompanhamento de indicadores relacionados à mudança do clima, bem como análises mais profundas sobre o fenômeno na cidade de Curitiba. Em relação às emissões de GEEs, será disponibilizada uma ferramenta de geração de cenários até 2050, que utilizará dados tanto da plataforma EIE como da Prefeitura de Curitiba sobre o sequestro de carbono.
A secretária de Meio Ambiente de Curitiba, Marilza Dias, acredita que a questão climática é urgente e demanda discussão e ação por parte de toda a sociedade. “Com o avanço do processo e a definição das organizações que terão acesso ao fundo, chegamos ainda mais perto do que estamos buscando – uma cidade resiliente e capaz de enfrentar a mudança do clima”, aponta Dias. “Só podemos comemorar mais esse apoio do ICLEI e do Google.org no desenvolvimento de novas ações climáticas locais”, completa.

 

Sobre o Action Fund Brazil  
Em maio deste ano, Porto Alegre e Curitiba foram as duas capitais brasileiras selecionadas para participar do projeto Action Fund Brazil, colaboração entre o ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade e o Google.org.
A iniciativa possui a finalidade de apoiar organizações sem fins lucrativos na implementação de projetos locais e orientados por dados para a mitigação da mudança do clima, ajudando os tomadores de decisão a estabelecer metas relacionadas ao planejamento climático. O Action Fund, de aproximadamente US$4 milhões, será aplicado através das secretarias regionais do ICLEI na Europa, no Brasil e no México e Caribe.
Comentários CORRIGIR TEXTO