Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.
Notícia da edição impressa de 13/01/2021.
Alterada em 13/01 às 03h00min

Fiscalização e Covid-19

Muito bem disse o coordenador da força-tarefa e secretário extraordinário de Enfrentamento ao Coronavírus em Porto Alegre, Renato Ramalho (Jornal do Comércio, página 18, edição de 08/01/2021), sobre fiscalização no combate à Covid-19. Exemplo maior de que a fiscalização às normas de proteção contra o coronavírus funcionam são os supermercados, que têm álcool gel à disposição dos clientes, pedem e usam máscaras para todo mundo, e evitam aglomerações. E não se sabe, após 10 meses deles funcionando sempre, de algum caso coletivo de Covid-19. (Renata Figueiredo, Porto Alegre)
Muito bem disse o coordenador da força-tarefa e secretário extraordinário de Enfrentamento ao Coronavírus em Porto Alegre, Renato Ramalho (Jornal do Comércio, página 18, edição de 08/01/2021), sobre fiscalização no combate à Covid-19. Exemplo maior de que a fiscalização às normas de proteção contra o coronavírus funcionam são os supermercados, que têm álcool gel à disposição dos clientes, pedem e usam máscaras para todo mundo, e evitam aglomerações. E não se sabe, após 10 meses deles funcionando sempre, de algum caso coletivo de Covid-19. (Renata Figueiredo, Porto Alegre)
Limpeza pública
Após as declarações do prefeito Sebastião Melo (MDB) sobre a limpeza da Capital como sendo algo diário e importante para o visual de Porto Alegre, no que concordo plenamente, já vi equipes do Departamento Municipal de Limpeza Pública (DMLU) ou de empresas contratadas fazendo limpeza em sarjetas de alguns bairros da cidade. É isso que se quer, mas todos os dias, não uma vez por mês. E que os porto-alegrenses ajudem, não sujando tanto as vias da Capital, como acontece. (Noemir Mendonça)
Estados Unidos
Uma vergonha para os norte-americanos a invasão e as cinco mortes do Capitólio, considerado por eles e boa parte do mundo como um símbolo da democracia para todos, não apenas lá nos Estados Unidos. Manifestação pacífica deve ser tolerada, mas invadir e depredar um Congresso é inadmissível! (Norma Bengalli, Porto Alegre)
Estados Unidos II
Os Estados Unidos são o mais novo país classificado na lista das "repúblicas de bananas". Antiga expressão usada no meio político, foi utilizada pela primeira vez pelo escritor O. Henry, norte-americano. Seu significado? O país que é ou está politicamente instável, ou à beira de uma crise econômica. Após o ocorrido no dia 6 de janeiro, analistas e até deputados americanos já classificam os EUA na seleta lista "embananada". Não se pode negar que foi, de fato, absurdamente chocante a invasão do poder legislativo americano. E como se não bastasse, além da invasão de um dos prédios mais emblemáticos do mundo ocidental, foram feitas ameaças à maior democracia do mundo. Como brasileiro, fiquei abismado. Como cidadão defensor da democracia, ainda mais. Espero que o que assistimos via televisão não se repita no Brasil daqui a dois anos. Por fim, parafraseio uma fala que considero uma máxima, da autoria de Otavio Mangabeira: a democracia é uma planta tenra, que deve ser regada todos os dias. No Brasil, sigamos regando nossa planta, para servirmos de exemplo positivo a ser seguido até mesmo pela primeira economia mundial: os EUA! (Lucas Loeblein)
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.