Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 14 de outubro de 2020.
Notícia da edição impressa de 14/10/2020.
Alterada em 13/10 às 21h38min

Inflação

A inflação voltou, puxada pelos alimentos, mesmo que na pandemia o público tenha arrefecido o consumo. Mas milho, farelo de soja e embalagens motivaram a alta do preço dos ovos. Parece brincadeira de mau gosto, mas é a verdade (Jornal do Comércio, edição de 09/10/2020). A última coisa que brasileiros querem ver, depois do fim do coronavírus, é a volta da inflação, quando há tanto desemprego e falta de dinheiro. A fiscalização deve ser dura com os que apostam na alta dos preços. (Saulo de Figueiredo, professor, Porto Alegre)
A inflação voltou, puxada pelos alimentos, mesmo que na pandemia o público tenha arrefecido o consumo. Mas milho, farelo de soja e embalagens motivaram a alta do preço dos ovos. Parece brincadeira de mau gosto, mas é a verdade (Jornal do Comércio, edição de 09/10/2020). A última coisa que brasileiros querem ver, depois do fim do coronavírus, é a volta da inflação, quando há tanto desemprego e falta de dinheiro. A fiscalização deve ser dura com os que apostam na alta dos preços. (Saulo de Figueiredo, professor, Porto Alegre)
Freeway
Conforme esperado, o movimento para as praias do Litoral Norte foi intenso no final da semana. A rodovia BR-290, a freeway, teve muito trânsito. Um feriadão e mais o fato de ser o primeiro final de semana com praticamente todo o comércio aberto fez com que milhares fossem às praias para arejar. Mas, no trânsito da freeway, teve gente ziguezagueando, trocando de pistas, correndo demais no acostamento, mesmo permitido na volta, com muitos riscos. Os motoristas parecem que não aprendem com os terríveis acidentes que ocorrem seguidamente nas estradas gaúchas. (Valter Castro de Miranda, Glorinha/RS)
Freeway II
Andar no acostamento, ficando a freeway com quatro pistas, é uma boa medida, na volta nos domingos das praias. Mas tem gente que anda a 90 km/h, 100 km/h ou até mais, quando o máximo permitido no acostamento é de 70 km/h. A nova concessionária, CCR Viasul, tem feito melhoramentos que todos nós, os usuários, observamos. Mas os motoristas têm que colaborar. Correria não resolve, uns minutos a menos na viagem, mas com o risco de acidentes. (Natália Sarmento, Eldorado/RS)
Campanha eleitoral
Até agora, a eleição municipal, para prefeito e vereadores, na televisão está mais do mesmo. Muitas promessas e a maioria de difícil implementação. Votar é preciso, mas os candidatos têm que melhorar e se focar em fatos, não em teorias fantasiosas que, desde logo, sabe-se que não poderão cumprir. (Odilon Lopes) 
Justiça
Essa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello mandar soltar André do Rap, o chefão do Primeiro Comando da Capital (PCC), porque o prazo para o pedido de renovação da prisão passou de 90 dias é mesmo de escandalizar. Se fosse um tradicional "ladrão de galinha" ainda se entenderia a decisão, tomada por ele, sozinho, sem levar para o pleno do STF. Mas foi liberado o chefe de uma organização criminosa que comanda o crime organizada em São Paulo. Agora, a Polícia Federal está pedindo para a Interpol colocar o nome do criminoso condenado na lista dos procurados. Ele fugiu, assim que foi libertado, algo que até as paredes do presídio onde estava sabia que ele faria... (Paulo Roberto Bettis)
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Roberto Brenol Andrade
Roberto Brenol Andrade
A opinião dos leitores do Jornal do Comércio é publicada diariamente no espaço Palavra do Leitor.