Porto Alegre, sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Porto Alegre,
sexta-feira, 07 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Publicada em 03h00min, 07/05/2021.

Trilhas urbanas

ACERVO /DIVULGAÇÃO/JC
É possível ser turista em sua própria cidade? Dois projetos de roteiros turísticos provam que sim, e convidam a descobrir a natureza e histórias de Porto Alegre e Região Metropolitana através do resgate de uma memória cultural rica em arquiteturas centenárias, patrimônios tombados, histórias e lendas urbanas. O Trilhando POA e o Descubra POA foram idealizados pelos guias de turismo William Raencke e Juliana Peixoto, especializados em trilhas e turismo de aventura. Com formação em História, a dupla percebeu que a Capital tem muito a oferecer através de caminhadas, tanto no Centro Histórico, quanto nos morros que cercam a cidade, tudo adaptado ao atual período de pandemia, com a devida segurança necessária neste tipo de atividade. "O Trilhando POA é uma maneira de passarmos informações históricas, geológicas e biológicas da natureza e dos morros, trazendo conhecimento e conscientização ambiental para os visitantes", diz o guia William. "Queremos mostrar que não é preciso ser atleta para curtir as melhores visões da cidade, que essa interação natural está pertinho da gente. Dá uma felicidade imensa ver as reações de deslumbre lá de cima dos morros com as pessoas falando: nem acredito que estou em Porto Alegre", complementa Juliana.
É possível ser turista em sua própria cidade? Dois projetos de roteiros turísticos provam que sim, e convidam a descobrir a natureza e histórias de Porto Alegre e Região Metropolitana através do resgate de uma memória cultural rica em arquiteturas centenárias, patrimônios tombados, histórias e lendas urbanas. O Trilhando POA e o Descubra POA foram idealizados pelos guias de turismo William Raencke e Juliana Peixoto, especializados em trilhas e turismo de aventura. Com formação em História, a dupla percebeu que a Capital tem muito a oferecer através de caminhadas, tanto no Centro Histórico, quanto nos morros que cercam a cidade, tudo adaptado ao atual período de pandemia, com a devida segurança necessária neste tipo de atividade. "O Trilhando POA é uma maneira de passarmos informações históricas, geológicas e biológicas da natureza e dos morros, trazendo conhecimento e conscientização ambiental para os visitantes", diz o guia William. "Queremos mostrar que não é preciso ser atleta para curtir as melhores visões da cidade, que essa interação natural está pertinho da gente. Dá uma felicidade imensa ver as reações de deslumbre lá de cima dos morros com as pessoas falando: nem acredito que estou em Porto Alegre", complementa Juliana.

Serviço

Trilhando POA

ACERVO /DIVULGAÇÃO/JC
Os passeios do Descubra POA duram em torno de duas horas e meia, e do Trilhando POA, em torno de três horas e meia. Os dois circuitos podem ser realizados de forma exclusiva ou em pequenos grupos, diariamente, tanto pela manhã, quanto à tarde, com roteiros para todas as idades, observando os protocolos sanitários vigentes.
Mais informações em @descubrapoa e @trilhandopoa

Movimentos urbanos

Obra de Marcelo Psfecher
Obra de Marcelo Psfecher
ACERVO /DIVULGAÇÃO/JC
Marcelo Psfescher inaugurou nesta semana sua nova mostra, desta vez em Caxias do Sul, na Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim. Movimentos urbanos apresenta obras da sua uma série, iniciada em 2019. "Me debrucei na análise do indivíduo, que é o agente ativo dos movimentos urbanos. Estes deslocam-se em meio ao coletivo em direções antagônicas, cada qual imerso em sua história e individualidade, solitários em meio a uma multidão", destaca. A exposição permanecerá aberta até 29 de maio, com visitação limitada. @marcelo.psfescher

Tour virtual

Theatro Municipal de São Paulo
Theatro Municipal de São Paulo
/FABIANA STIG/DIVULGAÇÃO/JC
O Theatro Municipal de São Paulo, um dos principais palcos do Brasil, cenário da Semana de Arte Moderna de 1922, encravado no coração de São Paulo, é um dos marcos culturais mais significativos do Brasil. Inaugurado em 1911, neste ano, o Theatro Municipal de São Paulo completa 110 anos e para comemorar a data foi lançado um tour virtual percorrendo todo o complexo em detalhes, com narração da atriz Marisa Orth. A visita é uma viagem em 360° pelos ambientes do edifício neoclássico que oferece acesso a locais fechados ao público visitante, como a cúpula da sala de espetáculos que serve de sala de ensaios. O tour pode ser acessado gratuitamente através do site theatromunicipal.org.br. @theatromunicipal

Uma imagem

Gisele Bundchen
Gisele Bundchen
/LIANE NEVES/DIVULGAÇÃO/JC
A fotógrafa Liane Neves mandou a sua contribuição para a coluna em forma de Gisele Bündchen. Melhor impossível. Exímia nos retratos, Liane descreve a experiência de fotografar a modelo em início de carreira: "Sempre gostei de fotografar pessoas, de ouvir suas histórias e captar um pouco da essência de cada um. A minha profissão me proporcionou muito isto. Ela era uma menina ainda, mas já despontava que iria brilhar. Fiz estas fotos lá em Horizontina, no final dos anos 1990, para a revista Veja. Saímos para o campo, no meio do verde, em cima da terra. Ali ela se soltou. A ligação dela com a natureza já se mostrava ali, desde o início. Depois, se tornou cada vez mais apaixonada pelo planeta, atuando pela preservação da natureza. Fiz várias fotos da Gisele, em vários momentos, mas gosto muito destas, principalmente a que ela está com uma pena na cabeça, linda!". @lianeneves21
 
Comentários CORRIGIR TEXTO