Porto Alegre, quinta-feira, 27 de maio de 2021.
Dia Mundial dos Meios de Comunicação.
Porto Alegre,
quinta-feira, 27 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Digital

- Publicada em 18h01min, 26/05/2021. Atualizada em 19h17min, 27/05/2021.

Aegro recebe R$ 12 milhões de investidores como Nizan Guanaes e SLC

 Dusso comemora momento importante vivido pela agtech gaúcha

Dusso comemora momento importante vivido pela agtech gaúcha


Aegro/Divulgação/JC
Pensa em uma startup altamente credenciada pelos projetos já realizados, liderada por um time reconhecido pela sua capacidade técnica, mas, até então, com uma atuação bastante low profile. Agora imagina essa empresa sendo investida por Nizan Guanaes, um ícone da publicidade. É isso que está acontecendo com a Aegro, agtech gaúcha responsável pela gestão de mais de 2 milhões de hectares em mais de 20 estados do Brasil além de Paraguai, Bolívia e Angola.
Pensa em uma startup altamente credenciada pelos projetos já realizados, liderada por um time reconhecido pela sua capacidade técnica, mas, até então, com uma atuação bastante low profile. Agora imagina essa empresa sendo investida por Nizan Guanaes, um ícone da publicidade. É isso que está acontecendo com a Aegro, agtech gaúcha responsável pela gestão de mais de 2 milhões de hectares em mais de 20 estados do Brasil além de Paraguai, Bolívia e Angola.
“Sabemos que temos um perfil técnico e que, para tornar a Aegro mais popular, colocando a nossa solução das mãos de todos os produtores e não apenas dos mais tecnológicos, precisaríamos de uma comunicação inspiradora”, observa o cofundador e CEO da startup, Pedro Dusso. Desde que vendeu o grupo brasileiro de publicidade ABC, Nizan passou a se focar na N Ideias e a montar o seu portfólio de startups.
“Tivemos a primeira conversa em janeiro desse ano ele se apaixonou desde o início pela nossa tese de ofertar um software acessível, bonito e eficiente aos produtores e também de democratizar o acesso ao crédito aos produtores de médio e pequeno porte, quebrando esse ciclo ruim de endividamento que esses caras vivem”, comenta o empreendedor.
A Aegro, que tem o sonho grande de democratizar o acesso ao crédito no campo, acaba de receber R$ 12 milhões de investimentos. O aporte contou com a participação da SP Ventures e da ABSeed, acionistas que fizeram a rodada de investimento seed, além de Nizan Guanaes, SLC Ventures e ADM Venture Capital. Participam também da rodada family offices como o do investidor Luis Felipe Carchedi, com forte background no campo.
A combinação de capital com profundo conhecimento estratégico do setor visa alavancar iniciativas chave em branding, produtos de software agrícola e serviços financeiros.
O principal produto da agtech é o Aegro, o sistema de gestão agrícola presente em mais de quatro mil fazendas em todo Brasil e que atende fazendas de 100 ha a 10.000 ha de soja, milho, outros grãos e cereais em geral, além de café, cana-de-açúcar e algodão. Essa solução permite que todos os funcionários da propriedade controlem seus processos agrícolas simultaneamente, trabalhando de maneira mais integrada. Além de administrar as operações da fazenda pelo computador, o aplicativo para celular e tablet permite que os produtores acessem suas informações sem internet.
Com a aceleração da digitalização dos negócios forçada pela pandemia, a Aegro também se posicionou como a ferramenta de facto para gestão dos processos produtivos e financeiros. A rodada atual vem para acelerar as iniciativas de ecossistema de aplicativos agrícolas dentro do Aegro e também as iniciativas de serviços financeiros integrados junto ao software de gestão.
Com o investimento, a Aegro irá democratizar o acesso à soluções financeiras personalizadas para a realidade de cada um desses produtores, desburocratizando o acesso ao crédito e também a seguros e contas digitais. A companhia projeta, em cinco anos, ter um portfólio de R$ 1,5 bilhões em crédito livre.
Esse também é o primeiro investimento da SLC Ventures, braço de Corporate Venture Capital da SLC Agrícola, considerada pelo CEO da Aegro um parceiro estratégico para a caminhada futura da startup. O Head de Inovação da SLC Agrícola, Frederico Logemann, comenta que as transformações de modelo de negócio e o consequente redesenho da cadeia de valor do agronegócio que estamos observando são impressionantes. “A Aegro é uma das histórias de sucesso recentes. São vencedores em entregar software de gestão para os produtores que ainda não usam essa ferramenta, a preços competitivos, e com interface intuitiva. A escalabilidade dessa plataforma é imensa, e visão de negócio dos empreendedores é fantástica”, aponta.
Comentários CORRIGIR TEXTO