Porto Alegre, segunda-feira, 17 de maio de 2021.
Dia Internacional contra a Homofobia. Dia Mundial da Internet.
Porto Alegre,
segunda-feira, 17 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Digital

- Publicada em 17h57min, 14/05/2021. Atualizada em 11h01min, 17/05/2021.

Empresas brasileiras lideram uso de IA na América Latina, aponta IBM

Marcela comenta que mercado local é mais inovador e maduro

Marcela comenta que mercado local é mais inovador e maduro


IBM BRASIL/DIVULGAÇÃO/JC
A pandemia mudou a forma como as empresas interagem com seus consumidores e funcionários, e as novas tecnologias têm tido um papel importante para viabilizar essas mudanças. A pesquisa Global AI Adoption Index 2021, encomendada pela IBM, mostra que 37% das empresas brasileiras afirmam que, devido à Covid-19, intensificaram o foco no atendimento ao cliente, seguido pela automação de processos (35%) e a segurança (28%).
A pandemia mudou a forma como as empresas interagem com seus consumidores e funcionários, e as novas tecnologias têm tido um papel importante para viabilizar essas mudanças. A pesquisa Global AI Adoption Index 2021, encomendada pela IBM, mostra que 37% das empresas brasileiras afirmam que, devido à Covid-19, intensificaram o foco no atendimento ao cliente, seguido pela automação de processos (35%) e a segurança (28%).
A Inteligência Artificial (IA), uma das mais hype das tecnologias exponenciais, tem tido um papel decisivo neste cenário. Especialmente porque está ajudado a transformar a forma como as empresas operam hoje, desde como se comunicam com seus clientes, por meio de assistentes virtuais, até a automação de fluxos de trabalho importantes e gerenciamento da segurança da rede.
No Brasil, a adoção tem sido bem mais intensa que nos demais países da América Latina. O estudo revelou que 21% dos profissionais de TI entrevistados na América Latina afirmam usar IA em suas organizações, enquanto no Brasil esse índice é de 40%.
“O Brasil na liderança do nosso estudo mostra que somos um mercado mais inovador e maduro. Começamos há anos a trabalhar e experimentar Inteligência Artificial e, por isso, a aceleração das implementações na pandemia acabou sendo facilitada”, analisa a líder de Cloud, Data Platform & AI Platforms da IBM Brasil, Marcela Vairo.
E mais investimentos significativos estão planejados: 30% dos profissionais de TI brasileiros relatam que sua empresa está na fase de implantação da tecnologia em toda a organização, enquanto os em todos os outros países latino-americanos estão mais propensos a estar na fase exploratória. Quase metade dos profissionais de TI no Brasil (49%) relatam que suas organizações planejam investir em aplicativos de IA prontos para uso nos próximos 12 meses.
Marcela analisa que, à medida que as empresas continuam suas transformações digitais, os investimentos serão focados nos três principais recursos que definem a IA para negócios: automatização de TI e processos, construção de confiança nos resultados de IA e compreensão da linguagem de negócios.
“Acreditamos que esses investimentos continuarão a acelerar rapidamente, à medida que os clientes procuram maneiras novas e inovadoras de impulsionar suas transformações digitais, aproveitando a nuvem híbrida e a IA", diz.
Para os entrevistados, uma Inteligência Artificial confiável e explicável é crítica para os negócios. Mais de nove em cada dez profissionais de TI no Brasil (94%) relatam que é importante para seus negócios ser capaz de explicar como a IA chegou a uma determinada decisão.
Avanços recentes na tecnologia estão tornando a IA mais acessível. Mas, existem desafios. As três principais barreiras para a adoção de Inteligência Artificial apontadas pelo estudo são: aumento da complexidade e dos silos de dados (25%), experiência ou conhecimento limitado de IA (24%) e dependência de fornecedor, ou seja, IA e nuvem vinculadas a um único fornecedor (21%).
“Os principais obstáculos são skills, acesso aos dados – hoje usa-se apenas 10% dos dados disponíveis – e confiabilidade. Esses três aspectos são válidos para todo o mundo e no Brasil não é diferente”, destaca Marcela.
Embora em todos os mercados latino-americanos sete em cada dez profissionais dizem que a confiança de que a produção de IA é justa, segura e confiável é algo importante, 60% dos profissionais de TI no Brasil dizem que é extremamente importante. Os profissionais de TI no Brasil (68%), Colômbia (65%) e Peru (65%) também tendem a concordar que os consumidores são mais propensos a escolher os serviços de uma empresa que oferece transparência e uma estrutura ética sobre como seus dados e modelos de IA são construídos, gerenciados e usados.
Comentários CORRIGIR TEXTO