Porto Alegre, domingo, 18 de outubro de 2020.
Dia do Médico.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 18 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Mercado Digital

- Publicada em 15h43min, 14/10/2020. Atualizada em 08h32min, 18/10/2020.

App ajuda quem tem restrições alimentares a identificar ingredientes em rótulos

Licks explica que tecnologia OCR captura e compara ingredientes com base de dados

Licks explica que tecnologia OCR captura e compara ingredientes com base de dados


ANDRÉ BERTIER/AGÊNCIA YELLOW/LOOMOS/DIVULGAÇÃO/JC
Ler rótulo não é algo tão simples como pode parecer. Aditivos que muitas vezes não reconhecemos, siglas e códigos internacionais dificultam a vida de quem precisa cuidar os alimentos que está adquirindo, seja por ter alguma alergia e intolerância ou, simplesmente, por desejar ter uma alimentação mais saudável. Foi para simplificar isso que a startup Loomos resolveu apostar na tecnologia.
Ler rótulo não é algo tão simples como pode parecer. Aditivos que muitas vezes não reconhecemos, siglas e códigos internacionais dificultam a vida de quem precisa cuidar os alimentos que está adquirindo, seja por ter alguma alergia e intolerância ou, simplesmente, por desejar ter uma alimentação mais saudável. Foi para simplificar isso que a startup Loomos resolveu apostar na tecnologia.
Ao baixar o app Loomos Dietas e Alergias, o usuário responde qual dieta deseja ativar. Feito isso, sempre que fizer uma leitura do rótulo de um produto com a câmera do celular, será alertado na tela sobre ingredientes que possam comprometer a sua dieta.
A tecnologia Optical Character Recognition (OCR) do smartphone compara os ingredientes com sua base de informações e indica na tela do app se há a presença de algum elemento associado ao perfil escolhido pelo usuário. O banco de dados é composto por mais de 10 mil ingredientes catalogados e organizados em mais de 25 categorias distintas, como trigo, crustáceos, ovos, amendoim leite, e agrupadas em dezenas de perfis alimentares.
“Queremos ajudar o consumidor a descobrir, de uma forma muito intuitiva, se o produto que ele vai adquirir possui glúten, lactose, corantes, aditivos, açúcares ou qualquer elemento que ele queria evitar”, explica Fábio Licks, co-fundador da solução.
A ideia desta aplicação veio a partir de uma realidade vivida pelos sócios da startup. Licks tem intolerância à gluten e lactose, e Rodrigo Busata é vegano. “Vimos na tecnologia a possibilidade de ajudar na leitura de rótulos. Qualquer pessoa que tenha interesse em obter informações sobre o que está comendo é candidata a usar o app”, complementa.
Muitas vezes, um único ingrediente pode ter mais de cinco ou seis formas diferentes de ser apresentado em um rótulo. Outro benefício é que o app vai além do que prevê a lei de rotulagem brasileira, já que auxilia quem não gosta de um determinado tempero ou prefere evitar aditivos e conservantes.
O app está disponível para Android e iOS e possui versões gratuita e para assinante. A versão paga libera diversas funcionalidades extras, como a possibilidade de personalizar os perfis de consumo, navegar pelo banco de ingredientes de cada perfil e retirar avisos de publicidade.
Comentários CORRIGIR TEXTO