Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

10/07/2020 - 14h38min. Alterada em 10/07 às 16h13min

Stefanini adquire Holding Haus, dona da agência gaúcha W3haus

Alessandro Cauduro e Tiago Ritter (de preto), seguem como sócios. Chico Baldini sai da empresa

Alessandro Cauduro e Tiago Ritter (de preto), seguem como sócios. Chico Baldini sai da empresa


W3HAUS/DIVULGAÇÃO/JC
A Stefanini, multinacional brasileira presente em 41 países, anunciou a aquisição da holding Haus, ecossistema de comunicação com quatro empresas, sendo a agência de propaganda W3haus a maior delas. Criada há 20 anos em Porto Alegre, a empresa tem operações em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba e conta com clientes como Ambev, O Boticário, HBO, Petrobras e Santander.
A Stefanini, multinacional brasileira presente em 41 países, anunciou a aquisição da holding Haus, ecossistema de comunicação com quatro empresas, sendo a agência de propaganda W3haus a maior delas. Criada há 20 anos em Porto Alegre, a empresa tem operações em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba e conta com clientes como Ambev, O Boticário, HBO, Petrobras e Santander.
“É uma sensação de realização lembrar que há 20 anos éramos quatro moleques em uma sala começando a criar um negócio, e agora chegamos até aqui, com essa relevância. Passar a fazer parte de um grupo como a Stefanini é um misto de orgulho com renovação e motivação pelo que vem aí”, comenta Tiago Ritter, que permanecerá como CEO da W3haus.
Ele e Alessandro Cauduro seguirão como sócios na Haus, com suas funções executivas nas empresas do ecossistema, juntamente com outros sócios minoritários - Fernanda Tegoni, Guilherme Natorf, Larissa Magrisso e Rafael Macedo. A única mudança significativa é a saída do sócio-fundador Chico Baldini. Ele decidiu se dedicar totalmente a outras atividades que já vinha desenvolvendo, como as artes plásticas.
“Quando a gente cria uma venture, como neste caso, mantemos a operação rodando como está. O que faremos é ajudá-los a correrem mais rápido. A Haus teve feat cultural com o nosso modelo. Eles são empreendedores, gostam de aprender e de crescer”, comenta o diretor de novos negócios do Grupo Stefanini, Guilherme Stefanini. O valor da negociação não foi anunciado.
A operação passará a integrar o hub de marketing digital da Stefanini, que também conta com a consultoria Gauge, Inspiring e com a romena Infinit. “Essa aquisição vai fortalecer as nossas ações de marketing digital e nos ajudar a alavancar mais rápido na cocriação de soluções digitais, da concepção, construção até a comunicação e estratégia de go-to-market”, afirma.
A Haus é formada pela HUIA (design de experiências), Brooke (produtora de conteúdo digital), CAPS (atuação in house nos clientes) e as as startups Hopo (consultoria) e NOW3 (cursos) incubadas dentro da W3haus. Todas continuarão operando de maneira independente.
Ritter afirma que há uma tendência mundial de as empresas se unirem para complementar competências e conta que a Haus já tinha tido algumas oportunidades de se unir a grupos internacionais, mas nunca encontrou uma sinergia de pensamento e de valores como agora com o grupo Stefanini. “Para a gente era importante garantir a permanência da nossa cultura e da operação. Estamos dentro do hub de marketing da Stefanini, mas com autonomia total”, relata.
Além da sinergia entre as ofertas de marketing digital, a expectativa é estar conectado a um grupo que se destaca pela inovação no mercado global. “Tenho certeza de que essa união vai gerar uma expansão não só no Brasil, mas ajudar a Stefanini a ser referência de marketing no mundo”, aponta Ritter.
Guilherme Stefanini acredita que as agências fomentarão o ambiente de inovação da Stefanini, que desde 2015 vem realizando uma série de aquisições para compor seu portfólio. “A chegada da Haus coincide com o momento de crescimento da Stefanini Ventures que, nos últimos quatro anos, multiplicou o faturamento inicial em nove vezes, sendo que a expectativa é atingir 20 vezes nos próximos dois anos”, conta.
Comentários CORRIGIR TEXTO