Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de fevereiro de 2020.
Aniversário da Casa da Moeda do Brasil.

Jornal do Comércio

11/02/2020 - 16h06min.
Alterada em 11/02 às 16h07min
COMENTAR | CORRIGIR

Fisher Venture Builder destaca 4all em estudo sobre bancos digitais

Fintech Phi é uma das que fazem parte do hub 4all

Fintech Phi é uma das que fazem parte do hub 4all


4ALL/DIVULGAÇÃO/JC
A 4all, primeira venture builder do Estado, figura no estudo da Fisher Venture Builder, especializada em fintechs, como um dos players mapeados na categoria Plataformas/BAAS – Bank as a Service. A sigla BAAS representa os serviços tecnológicos oferecidos no mercado para que empresas tenham seu próprio banco. A pesquisa exclusiva, divulgada no final de 2019, ouviu mais de 3 mil pessoas físicas e jurídicas e mostra o panorama atual e as tendências para os bancos digitais no Brasil.
A 4all, primeira venture builder do Estado, figura no estudo da Fisher Venture Builder, especializada em fintechs, como um dos players mapeados na categoria Plataformas/BAAS – Bank as a Service. A sigla BAAS representa os serviços tecnológicos oferecidos no mercado para que empresas tenham seu próprio banco. A pesquisa exclusiva, divulgada no final de 2019, ouviu mais de 3 mil pessoas físicas e jurídicas e mostra o panorama atual e as tendências para os bancos digitais no Brasil.
O hub conta com seis empresas: PHI, Iris, DX.CO, Uhuu, Share eat e Ground Sportech. Recentemente foi incubada a Pling, uma startup de soluções digitais para profissionais autônomos
A 4 all foi a primeira empresa a efetuar vendas pelo Facebook Messenger e pelo Whatsapp. Em 2019, foi reconhecida como a 30ª melhor empresa de Tecnologia de Informação (TI) do Brasil para se trabalhar, na categoria médio porte. O crescimento acelerado pode ser constatado no crescimento do número de funcionários, que passou de 15 para 262, ou na cartela de clientes atendidos. São mais de 100 empresas de diversos segmentos, como Ambev, Cosan, Elo, Zaffari e Lebes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Patrícia Knebel
Patrícia Knebel
Ecossistemas de inovação, tendências globais para os negócios, marketing digital, as tecnologias que são os pilares da transformação digital (como mobilidade, Internet das Coisas e Big Data) e todas as novidades que impactam o comportamento dos consumidores e o futuro das empresas e das cidades estão na coluna Mercado Digital. Estou feliz por você estar aqui.