Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

Edição impressa de 13/05/2019. Alterada em 13/05 às 11h14min

Sorteio de hoje pode definir Grenal e clássico argentino nas oitavas

Possibilidade de um confronto entre os rivais gaúchos não é muito grande, mas existe

Possibilidade de um confronto entre os rivais gaúchos não é muito grande, mas existe


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Deivison Ávila
Um Grenal já nas oitavas de final da Libertadores da América? A possibilidade não é muito grande, mas existe. O sorteio de hoje à noite definirá os confrontos da próxima fase da competição continental e poderá colocar brasileiros frente a frente e com possibilidade de definir o maior clássico na próxima fase do torneio continental.
Além de Inter e Grêmio, poderem se encontrar, o Superclássico envolvendo Boca Juniors e River Plate pode repetir a final do ano passado. A cerimônia se inicia às 21h, na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai.
O Brasil avançou às oitavas de final com seis times, sendo quatro deles como líderes das suas chaves - Cruzeiro, Flamengo, Inter e Palmeiras - e outros dois na segunda posição: Grêmio e Athletico-PR.
O sorteio desta noite terá um método simples: os oito campeões de cada grupo estarão em um pote e os oito segundos colocados estarão em outro. Cada um dos oito confrontos vai reunir times divididos nesses dois diferentes recipientes.
Mesmo clubes que tenham sido adversários na fase de grupos podem se enfrentar novamente. O Inter, por exemplo, pode voltar e encarar os argentinos River Plate, e o Grêmio, pode reencontrar os paraguaios do Libertad.
Hoje, a entidade máxima do futebol sul-americano também vai definir os embates das etapas futuras da competição. No entanto, as partidas serão disputadas somente após a disputa da Copa América, que será realizada no Brasil.
Os caminhos da dupla Grenal estão levemente diferentes para avançar no torneio. O Inter, primeiro colocado no Grupo A, poderá encarar dois brasileiros nas oitavas: o Athletico-PR ou Grêmio. Da Argentina, podem vir o River - adversário da chave com o qual o Colorado empatou duas vezes por 2 a 2 - o San Lorenzo ou Godoy Cruz. Do Equador, LDU e Emelec e a pequena altitude de 2.850m. E do vizinho Uruguai, o enfrentamento pode ser com o Nacional, tricampeão continental.
Já o Grêmio, segundo colocado do Grupo H, tem apenas três destinos: Brasil, Paraguai ou Argentina. Dos confrontos "caseiros", podem pintar no caminho do Tricolor o Palmeiras de Luiz Felipe Scolari, o Cruzeiro de Mano Menezes, o Flamengo de Abel Braga ou o tão esperado enfrentamento com o maior rival, algo que ainda não ocorreu na história da Libertadores. Da capital paraguaia, pode vir o Libertad, companheiro de chave que venceu o Tricolor na Arena e foi derrotado no Defensores del Chaco, o Cerro Porteño ou Olimpia, que eliminou os gaúchos na semifinal em 2002. De Buenos Aires, o adversário pode ser o Boca, atual vice-campeão, e a temida e mística La Bombonera.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia