Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de julho de 2019.
Dia do Engenheiro Florestal.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Vinicius Ferlauto

Giro Rápido

Edição impressa de 12/07/2019. Alterada em 12/07 às 00h11min

Reestilizado, Creta ganha série limitada

Com cinco configurações no total, os preços do Creta vão de R$ 80.990,00 a R$ 107.990,00

Com cinco configurações no total, os preços do Creta vão de R$ 80.990,00 a R$ 107.990,00


HYUNDAI MOTOR BRASIL/DIVULGAÇÃO/JC
Completando três anos de mercado, o SUV compacto da Hyundai chega à linha 2020 com mudanças no design externo e novos itens tecnológicos na versão Prestige, a mais completa da gama e única a usar motor 2.0. Além disso, ganha uma série especial, a Launch Edition, limitada a 1.200 unidades. Com cinco configurações no total, os preços do Creta vão de R$ 80.990,00 a R$ 107.990,00.
Completando três anos de mercado, o SUV compacto da Hyundai chega à linha 2020 com mudanças no design externo e novos itens tecnológicos na versão Prestige, a mais completa da gama e única a usar motor 2.0. Além disso, ganha uma série especial, a Launch Edition, limitada a 1.200 unidades. Com cinco configurações no total, os preços do Creta vão de R$ 80.990,00 a R$ 107.990,00.
A reestilização do veículo passa pela grade dianteira mais imponente; novo para-choque, menos proeminente; faróis com projetor; e faróis de neblina com luz diurna em LED. Na parte traseira, são inéditos o para-choque, as lanternas e os refletores. As rodas de liga-leve também foram redesenhadas para a linha 2020.
O Creta Prestige incorpora um carregador sem fio para smartphones (compatível com aparelhos que façam carregamento por indução) e o rebatimento automático dos retrovisores externos. Sua maior inovação é a chave presencial em forma de pulseira, capaz de destravar as portas, o porta-malas e dar partida no motor, assim como, por meio de aplicativo para smartphone, oferecer funcionalidades como contador de passos e calorias e medidor de distância percorrida a pé, exibindo ainda notificações do celular em seu visor.

Novo micro-ônibus da Volare

Equipado com motor Cummins de 2.8 litros, 152 cv de potência e 360 Nm de torque

Equipado com motor Cummins de 2.8 litros, 152 cv de potência e 360 Nm de torque


PABLO VAZ/DIVULGAÇÃO/JC
A fabricante gaúcha iniciou a comercialização do Fly 6, projetado para o segmento de transporte de pessoas, em receptivo de hotéis, transfers e turismo. Com capacidade máxima para 19 passageiros mais o motorista, o veículo oferece maior conforto e espaço, graças às poltronas mais largas e à configuração interna diferenciada. Equipado com motor Cummins de 2.8 litros, 152 cv de potência e 360 Nm de torque, o Volare Fly 6 possui câmbio manual de seis marchas.

Joint venture gaúcha

Após cumprir todas as condições e receber a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Randon S.A. Implementos e Participações, de Caxias do Sul, constituiu, oficialmente, a Randon Triel-HT, empresa resultante de uma joint venture com o Grupo Triel-HT, de Erechim. A nova operação, que começa em 1 de agosto, terá como foco os implementos rodoviários, um dos segmentos de mercado da Triel-HT, que também atua nos setores de veículos especiais e logística agroindustrial. O investimento inicial no empreendimento será de R$ 16 milhões - divididos em ativos produtivos e capital de giro. Detendo 51% do capital social da nova empresa, a Randon participará da gestão e da comercialização, enquanto a Triel-HT entrará com know how e seu parque fabril de Erechim. A capacidade produtiva é de 800 unidades/ano na linha pesada e de 300 na linha leve, com perspectiva de expansão gradativa do portfólio.
 

Estratégia de mobilidade

A Mercedes-Benz revelou sua estratégia global para mobilidade, denominada "Case", sigla que condensa quatro princípios: "Conectado", "Autônomo", "Serviços & Compartilhamento" e "Eletrificação". Nos próximos 20 anos, a marca pretende ter uma nova frota de veículos de passageiros neutra em carbono, oferecendo modelos híbridos plug-in ou totalmente elétricos que responderão por mais de 50% das suas vendas de automóveis até 2030.  

Desempenho motivante

A Caoa Chery encerrou o primeiro semestre com crescimento de 276% nas vendas no Brasil comparado ao mesmo período de 2018. Foram 8.516 veículos emplacados nos seis primeiros meses de 2019, contra 2.264 em igual intervalo do ano passado. O modelo de maior penetração no mercado nacional é o SUV Tiggo 2, que somou 3.035 unidades comercializadas este ano.  

Trailblazer só na versão Premier

O Trailblazer Premier se notabiliza pelos recursos de segurança

O Trailblazer Premier se notabiliza pelos recursos de segurança


GENERAL MOTORS/DIVULGAÇÃO/JC
A Chevrolet coloca no mercado a linha 2020 do utilitário-esportivo. E a principal novidade é a introdução da versão Premier, a mais sofisticada no portfólio da marca, que passa a ser a única disponível para o Trailblazer. Se a configuração é apenas uma, há duas opções de motorização para o Trailblazer Premier: V6 de 3.6 litros e 279 cv, a gasolina (R$ 193.190,00), ou 2.8 litros turbodiesel de 200 cv de potência (R$ 231.990,00). A transmissão não varia, sempre automática de seis marchas. Além do acabamento mais requintado, o Trailblazer Premier se notabiliza pelos recursos de segurança, pois vem com alertas de desvio de faixa, colisão frontal, ponto cego e de movimentação traseira. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia