Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 31 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 31 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 31/07/2020.
Alterada em 31/07 às 03h00min

Do jeito que dá

As pessoas já se adaptaram a revezar-se na cozinha, ou nos pedidos a este ou aquele catering

As pessoas já se adaptaram a revezar-se na cozinha, ou nos pedidos a este ou aquele catering


MUJU/DIVULGAÇÃO/JC
Após intermináveis meses de quarentena - e parece mesmo que ela não tem fim - as pessoas já se adaptaram a revezar-se na cozinha, ou nos pedidos a este ou aquele catering, que atualmente restaurantes não temos. No idos de março, cheguei a escrever que o roteiro possível estava nos adesivos que cada geladeira abriga. E mesmo que a nossa não ostente nenhum, as circunstâncias já me fizeram pedir e recomendar os sushis do Riversides, que aqui em casa ninguém tem talento para reproduzi-los. E a nos valer do take away do Juvenil, variado e bem à mão.
Após intermináveis meses de quarentena - e parece mesmo que ela não tem fim - as pessoas já se adaptaram a revezar-se na cozinha, ou nos pedidos a este ou aquele catering, que atualmente restaurantes não temos. No idos de março, cheguei a escrever que o roteiro possível estava nos adesivos que cada geladeira abriga. E mesmo que a nossa não ostente nenhum, as circunstâncias já me fizeram pedir e recomendar os sushis do Riversides, que aqui em casa ninguém tem talento para reproduzi-los. E a nos valer do take away do Juvenil, variado e bem à mão.
Mas surgem outras opções. Da culinária peruana, personificada no Muju, há novidades no menu, que já era amplo, oferecido para delivery: ceviche mucho más, salmón crocante (na foto, cubos de salmão empanados com flocos de milho e molho teriyaki) e até sobremesa - parfait com frutos rojos. Pedidos, de segundas-feiras a sábados, das 18h30min às 23h: (51) 3328-0348.
A outra foto é de um dos seis strudel que o konditor meister Cristiano Karst produz, de forma totalmente artesanal. São três doces e três salgados, com peso aproximado de um quilo, custando entre R$ 40,00 e R$ 55,00 cada. Esse da foto é o strudel de maçã, pera, uva passa e canela, em massa caramelizada (R$ 50,00). Peça pelo WhatsApp (51) 98116-7388, para retirar ou receber ao final da manhã, ou após as 16h30min.

Novos tempos, novos vinhos

GASTRONOMIA ADEGA - NOVOS VINHOS FOTO CPM ESPECIAL JC
Pode não ser a mesma coisa, mas é o possível ao nosso atual cotidiano
CMP/ESPECIAL/JC
A sala aquecida pela lareira, uma travessa com fatias de pão, um balde com pouco gelo para refrescar os brancos e garantir aos tintos a temperatura recomendada. Então os enólogos apresentam seus vinhos, os convidados degustam cálice por cálice, analisam, opinam e, cada um de sua casa, conectados por um aplicativo, se despedem. Informados, reconfortados e gratificados pelo encontro.
Esse tipo de degustação cresceu por conta da quarentena, mas parece ter vindo para ficar. Na vida competitiva que já tínhamos, não era fácil reunir em um mesmo local uma dezena de experts e apreciadores, sob a inclemência do clima e a insegurança das ruas. Todo mundo em casa, on-line, cada qual com sua estrutura e suas preferências, por que não? Pode não ser a mesma coisa, mas é o possível ao nosso atual cotidiano.
Foi assim que conheci três bons vinhos, a partir da esquerda na foto: o surpreendente Sauvignon Blanc Go Up, um chileno elaborado pelo gaúcho Tiago Dal Pizzol (observe a modernidade do rótulo); um jovem (2019) Malbec Anko, de vinhas do desértico Noroeste argentino; e um respeitável Pedra de Cancela 2016, agradável corte de Touriga Nacional, Alfrocheiro e Tinta-Roriz, do icônico Dão.
A importadora é a Total - veja em www.totalvinhos.com.br.

O gigante da água doce

GASTRONOMIA - HOMEM NA COZINHA - MOQUECA DE PEIXE FOTO KITANO
Destampar, acrescentar coentro, salsa e cozinhar por mais 10 minutos, ou até o caldo encorpar.
KITANO/DIVULGAÇÃO/JC
Imagine, com o frio que anda fazendo, essa moqueca fumegante à sua mesa, devidamente escoltada por arroz branco, pirão... Pois é bem possível, a receita é fácil e prática, permite até mesmo substituir o peixe originalmente indicado - se não conseguir postas de pirarucu, um gigante de água doce, escolha outro com carne firme, em postas altas! Mãos à obra! 
Moqueca de Peixe
Enviada pela equipe da Kitano
Ingredientes
[quatro porções]:
  • 500g de pirarucu cortado em postas
  • 1 colher (sopa) de suco de limão
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (café) de pimenta-do-reino preta moída
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 cebola média cortada em rodelas
  • 1 pimentão verde pequeno cortado em rodelas
  • 1 lata de molho de tomate pronto
  • 1/2 xícara (chá) de leite de coco
  • 1 colher (chá) de coentro em pó
  • 1 colher (chá) de salsa
Modo de preparar:
  1. Colocar o peixe em uma tigela, temperar com limão, sal, pimenta e deixar em repouso por meia hora.
  2. Em uma panela grande, distribuir azeite, peixe, cebola e pimentão.
  3. Cobrir com molho de tomate e leite de coco, tampar a panela e cozinhar por 10 minutos.
  4. Destampar, acrescentar coentro, salsa e cozinhar por mais 10 minutos, ou até o caldo encorpar.
  5. Servir em seguida, escoltada por arroz branco e pirão.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Carlos Pires de Miranda
Carlos Pires de Miranda
As novidades nas operações gastronômicas no Rio Grande do Sul, receitas exclusivas e dicas de lugares agradáveis para apreciar o melhor da culinária estão na coluna Gastronomia, publicada todas as sextas-feiras.