Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de outubro de 2019.
Dia do Médico.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 18/10/2019.
Alterada em 18/10 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Já que esfriou, uma sopa!

Receita da chef Monica Dias, que ensina até mesmo a fazer o caldo

Receita da chef Monica Dias, que ensina até mesmo a fazer o caldo


CHAMA/DIVULGAÇÃO/JC
Não gosto de frio, a não ser porque me oportuniza curtir uma sopinha saborosa. Do jeito como a semana começou, foi inevitável preparar uma, bem ao meu estilo: abóbora vai sempre, cebola, cenoura, mandioquinha e vinho branco também. De resto, tudo acontece de acordo com os legumes disponíveis, o que torna impossível repassar a receita detalhadamente, como é o espírito desta seção. Para compensar, vai uma enviada pela chef Monica Dias, que ensina até mesmo a fazer o caldo. Enquanto não volta o calorão, vamos em frente!
Não gosto de frio, a não ser porque me oportuniza curtir uma sopinha saborosa. Do jeito como a semana começou, foi inevitável preparar uma, bem ao meu estilo: abóbora vai sempre, cebola, cenoura, mandioquinha e vinho branco também. De resto, tudo acontece de acordo com os legumes disponíveis, o que torna impossível repassar a receita detalhadamente, como é o espírito desta seção. Para compensar, vai uma enviada pela chef Monica Dias, que ensina até mesmo a fazer o caldo. Enquanto não volta o calorão, vamos em frente!
Sopa de abóbora
Ingredientes (quatro porções):
  • 300 g de abóbora cabotiá cortada em cubos, sem casca nem sementes
  • 300 g de abóbora moranga, cortada em cubos, sem casca nem sementes
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 1/2 cebola picada
  • 1/2 colher (sopa) de gengibre ralado (opcional)
  • 2 xícaras (chá) de caldo de legumes
  • 1 xícara (chá) de leite
  • 1/2 xícara de nozes ou castanhas
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • sal e pimenta-do-reino
Modo de preparar:
  1. Caldo de legumes se pode fazer com quaisquer vegetais, inclusive cascas de legumes e talos de verduras, antes bem lavados, mais uma cebola em pedaços grandes, uma cenoura média em rodelas, uma folha de louro e um dente de alho amassado. Aí é só cozinhar tudo em cinco xícaras de água, mantendo o fogo baixo por 30 minutos, coar e congelar o que sobrar.
  2. Em uma panela, refogar abóboras e cebola no azeite, até começar a dourar. Juntar gengibre, fritar por um minuto, adicionar caldo de legumes e deixar fervendo, com a tampa semiaberta, mexendo de vez em quando, por 20 minutos ou até que as abóboras fiquem bem macias.
  3. Bater abóboras no liquidificador, juntar o caldo aos poucos, até obter um creme homogêneo. Devolver à panela, temperar com sal e pimenta, acrescentar leite e levar ao fogo até aquecer. Enquanto isso, fritar levemente as castanhas em azeite, só para dourar.
  4. Servir a sopa em cumbucas e polvilhar as castanhas.

Costumes que vão mudando

VIV GASTRONOMIA - PRATO DO DIA Pizzaria Donnadina FOTO DIV. DONNADINA 

Photo taken with Focos
A Donnadina oferece uma refeição rápida e saborosa: suas pizzas ficam prontas em três minutos
DONNADINA/DIVULGAÇÃO/JC
Quando surgiu essa história de hambúrguer gourmet, adiante da praticidade e massificação dos McDonald's da vida, não levei fé. Começou por São Paulo, logo veio para o Sul e hoje as novas hamburguerias ocupam espaço importante na vida gastronômica de Porto Alegre. Sigo preferindo outro tipo de refeição, mas há que valorizar a bem-sucedida novidade.
Agora vem outra, começando por Canela: almoçar pizza, alimento de que as pessoas só se lembram, primeiramente nas noites de domingo, entregue em suas casas, e a cada vez menos se dispõem a sair para degustá-las, recém-saídas do forno. Em uma cidade turística o pessoal vai às ruas, sente-se mais seguro e a aposta da Donnadina é oferecer uma refeição rápida e saborosa: suas pizzas napolitanas ficam prontas em três minutos.
Os ingredientes vêm da Itália, as porções são individuais e a leveza da massa - fermentada ao longo de oito horas - ajuda a vender a ideia de que será um almoço leve, com menos de 500 calorias, ou seja, não irá requerer sesta posterior.
Diariamente, das 11h30min às 23h, na Praça Matriz, 40, ao lado da Catedral de Pedra, em Canela.

Clássico remodelado

O Gintônica nasceu na Índia, associado à prevenção da malária e câimbras
O Gintônica nasceu na Índia, associado à prevenção da malária e câimbras
/SU HIGIENÓPOLIS/DIVULGAÇÃO/JC
Já tive minha fase de beber gim com tônica - sim, faz tempo - e agora vejo o clássico coquetel voltar à moda. O que eu não sabia é que ele nasceu na Índia, associado à prevenção da malária e câimbras, até conquistar o mundo e ganhar uma data no calendário internacional: 19 de outubro.
Em São Paulo, uma dezena de restaurantes prepararam receitas para celebrar, cada qual mais criativa. Essa da foto é do Su, recém-inaugurado no Shopping Pátio Higienópolis, e leva hibisco, limão siciliano, gim, água tônica e xarope de rosas. Lá, seu preço é de R$ 55,00.

Via e-mail

VIV GASTRONOMIA VIA E-MAIL - Gran Churros Gourmet - Boulevard Assis Brasil tem novos quiosques na praça de alimentação - Maria Açaí e Gran Churros Gourmet fOTO Boulevard Assis Brasil DVG
Boulevard Assis Brasil tem novos quiosques na praça de alimentação
BOULEVARD ASSIS BRASIL/DIVULGAÇÃO/JC
  • Boulevard Assis Brasil tem novos quiosques em sua praça de alimentação: Maria Açaí e Gran Churros Gourmet (foto), de óbvias especialidades, e Malibu Grill, com opções de culinária oriental e brasileira.
  • Restaurante Copacabana comemora seus 80 anos com festa dia 18, a partir de 19h30min. Jantar, vinhos e cervejas serão servidos, ao preço individual de R$ 80,00. Ingressos à venda no local - Praça Garibaldi, 02. Mais informações: (51) 3221-4616.
  • Frequentei o Copa desde os tempos de Famecos. E até hoje lembro a simpatia de Chico Spina e Biaginho ao receber todo mundo. Tinha-se que cruzar a cozinha para chegar a uma das salas, mas quando vitela e rascatelli chegavam à mesa, sempre valia a pena.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia