Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de janeiro de 2020.
Feriado nos EUA: Dia de Martin Luther King.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 21/01/2020.
Alterada em 21/01 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

frases e personagens

'É um absurdo a lei que garante o benefício para 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores'

'É um absurdo a lei que garante o benefício para 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores'


JEFFERSON RUDY/AGÊNCIA SENADO/JC
"É um absurdo a lei que garante o benefício para 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores, a um custo anual de R$ 30 milhões. Auditoria do TCU, de 2016, apontou suspeitas de fraudes em 19 mil pensões para filhas solteiras pagas em diversos órgãos da administração pública federal, não apenas do Legislativo." Lasier Martins (Podemos-RS), 2º vice-presidente do Senado.
"É um absurdo a lei que garante o benefício para 194 filhas solteiras de ex-parlamentares e ex-servidores, a um custo anual de R$ 30 milhões. Auditoria do TCU, de 2016, apontou suspeitas de fraudes em 19 mil pensões para filhas solteiras pagas em diversos órgãos da administração pública federal, não apenas do Legislativo." Lasier Martins (Podemos-RS), 2º vice-presidente do Senado.
"Os feriados nacionais ao longo do ano de 2020 devem causar um prejuízo de R$ 19,6 bilhões ao comércio varejista neste ano. Em 2019, o comércio varejista e atacadista teve um prejuízo de R$ 17,4 bilhões com os feriados nacionais. É um exagero de prejuízo." Fabio Bentes, economista da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.
"Essa guerra comercial entre EUA e China traz um novo cenário de movimentação de empresas, que pode favorecer negócios brasileiros a ganharem espaço em mercados internacionais." Carlo Barbieri, analista político e economista.
"Com a guerra comercial, Pequim tem incentivo para abrir espaço a negócios do Brasil e de seus parceiros no grupo Brics - Rússia, Índia e África do Sul. O Brasil tem que aproveitar esta janela de negócios e com bastante rapidez." Também Carlo Barbieri.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia