Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 01/11/2019.
Alterada em 01/11 às 03h00min
CORRIGIR

Frases e personagens

Any Ortiz

Any Ortiz


Marcelo Bertani/AGÊNCIA ALRS/JC
"O Projeto de Lei nº 93, de 2019, pelo qual o Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS) buscava ajustar sua estrutura administrativa, foi rejeitado pela Assembleia Legislativa, em uma sessão marcada pela maciça presença de servidores contrários ao projeto e por críticas de parlamentares sobre as relações entre os Poderes do Estado. Foi o Tribunal de Justiça que deixou de fazer a discussão e jogou seu projeto para esta casa resolver. Um Parlamento que não tem sido respeitado em suas decisões." Any Ortiz (Cidadania), deputada estadual.
"O Projeto de Lei nº 93, de 2019, pelo qual o Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS) buscava ajustar sua estrutura administrativa, foi rejeitado pela Assembleia Legislativa, em uma sessão marcada pela maciça presença de servidores contrários ao projeto e por críticas de parlamentares sobre as relações entre os Poderes do Estado. Foi o Tribunal de Justiça que deixou de fazer a discussão e jogou seu projeto para esta casa resolver. Um Parlamento que não tem sido respeitado em suas decisões." Any Ortiz (Cidadania), deputada estadual.
"Se este projeto viesse acompanhado de conversa e de uma proposta para o plano de carreira dos servidores, estaria sendo discutido de outra maneira. Faltou sensibilidade ao Tribunal de Justiça, que sofrerá uma derrota na qual todos irão perder." Édson Brum (MDB), deputado estadual.
"Foram combatidos 1.835 focos de incêndio durante os dois meses da Operação Verde Brasil das Forças Armadas na Amazônia, entre 24 de agosto e 24 de outubro, sendo detidas 127 pessoas." Fernando Azevedo, ministro da Defesa.
"Recomendo ao presidente Jair Bolsonaro que tire o pé das redes sociais, como colocar vídeo no qual o STF é mostrado como uma das hienas que ataca o leão Bolsonaro. Twitter é coisa para a garotada." Marco Aurélio Mello, ministro do STF.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia