Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 01 de outubro de 2019.
Dia Nacional do Idoso e Dia do Vendedor.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 01/10/2019.
Alterada em 01/10 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Frases e personagens

Rodrigo Maia

Rodrigo Maia


EVARISTO SA /AFP/JC
"Até na saúde e na educação temos que pensar que modelo podemos construir para atrair o capital privado. Na saúde, o excesso de regulamentação faz parecer um setor privado socialista, em que as partes não podem sequer discutir contratos entre si sem uma interferência quase brutal do setor público na área privada." Também Rodrigo Maia.
"Até na saúde e na educação temos que pensar que modelo podemos construir para atrair o capital privado. Na saúde, o excesso de regulamentação faz parecer um setor privado socialista, em que as partes não podem sequer discutir contratos entre si sem uma interferência quase brutal do setor público na área privada." Também Rodrigo Maia.
"Defendo a necessidade de quebrar o piso, isto é, controlar o avanço das despesas obrigatórias, como pessoal e Previdência, para evitar um rompimento do teto de gastos, que limita o aumento das despesas à inflação do ano anterior. O gasto com a folha na União deve chegar a R$ 323 bilhões no ano que vem - o segundo maior do Orçamento - e equivalente a 22,2% do espaço no teto." Paulo Guedes, ministro da Economia.
"O sistema da Previdência transfere renda dos mais pobres para os mais ricos, assim como o sistema tributário igual e a administração pública, que paga os melhores salários para a cúpula do serviço público. O Estado atende os que têm poder e têm lobby para defender seus interesses. O estado, hoje, está inviabilizado e precisa ser reorganizado para atender aos interesses da sociedade." Rodrigo Maia (DEM-RJ),presidente da Câmara Federal.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia