Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 19 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Edição impressa de 20/03/2019. Alterada em 19/03 às 01h00min

Frases e personagens

Fernando Henrique Cardoso

Fernando Henrique Cardoso


TÂNIA RÊGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
"Estou preocupado com o envolvimento da família do presidente no jogo do poder, que leva o sentimento demasiado longe. Eu acho perigoso. É abusivo, polariza. Nós estamos assistindo ao renascimento de uma família imperial de origem plebeia. É curioso isso. Geralmente, na República, as famílias não têm esse peso. Bolsonaro está indo mal por conta própria." Fernando Henrique Cardoso (PSDB), ex-presidente da República.
"Pedi a Rodrigo Maia para acelerar a tramitação do projeto anticrime do ministro Sérgio Moro. Pode ser aprovado tranquilamente enquanto a proposta de emenda à Constituição (PEC) da Previdência ainda não tiver chegado ao plenário da Casa." Capitão Augusto (PR-SP), presidente da Comissão de Segurança Pública.
 "A Previdência vai ter um longo caminho, e exige 308 votos. Mas o pacote do ministro Moro só precisa de maioria simples e a gente consegue aprovar com facilidade. A atual bancada da bala é a maior frente parlamentar da história da Câmara, tem 304 deputados. Não tem resistência. Todo mundo quer o endurecimento penal." Também Capitão Augusto.
"O filho do presidente, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ajudaria muito mais ao governo do seu pai parando de falar asneira. Poderia ter ficado de boca fechada na questão dos imigrantes ilegais brasileiros. Não conhece a realidade da questão. A maioria, quase que absoluta, vai para os EUA para trabalhar." Silas Malafaia, pastor.
"Os Estados Unidos devem se abrir para o Brasil. Apesar de eu e o presidente Jair Bolsonaro amarem os EUA, o Brasil irá negociar com quem estiver disposto a negociar. Nós vemos vocês fazendo negócios com chineses há anos. Por que nós não podemos? Por que não podemos deixar eles investirem em infraestrutura?" Paulo Guedes, ministro da Economia, em Washington.
"Liberar os norte-americanos de visto para vir ao Brasil só aumenta o complexo de vira-lata dos brasileiros." Celso Amorim, ex-chanceler.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia