Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019.
Dia da Criação do Ministério das Comunicações.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Osni Machado

Empresários & Cia

Ensino Superior

Edição impressa de 25/02/2019. Alterada em 25/02 às 01h00min

Crédito educacional beneficia o Brasil

Ambiente para integração dos colaboradores

Ambiente para integração dos colaboradores


FUNDACRED/DIVULGAÇÃO/JC
A Fundacred, fundação sem fins lucrativos, responsável por administrar crédito educacional em mais de 190 instituições de ensino e polos de Ensino a Distância em todo o Brasil, apresenta novos números positivos. Em 2018, a Fundacred registrou 6.912 novas concessões de crédito via crédito a instituições de Ensino Superior (Credies), dando oportunidade para que novos estudantes tivessem acesso ao Ensino Superior, representando um crescimento de 48% em comparação ao período de janeiro a dezembro de 2017. Também gerou um aumento de 56% nas renovações de crédito educacional, totalizando 17.236 contratos celebrados.
O estado que mais contratou o Credies foi o Rio Grande do Sul, seguido por São Paulo e Minas Gerais. A expansão do Credies contemplou 58 novas instituições de ensino conveniadas, finalizando o ano com um total de 194 instituições de Ensino Superior (IES) ativas e deve-se ao menor custo privado para estudantes e universidades e por não depender de financiamento público. Por este motivo, tem o diferencial de ser altamente procurado após o encerramento do período de inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), finalizado em 27 de janeiro deste ano, como alternativa às vagas em instituições de Ensino Superior públicas e ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
De acordo com Nivio Delgado, diretor-superintendente da Fundacred, a fundação acredita que o ritmo deve se manter aquecido em 2019, com projeção de crescimento ainda maior no Nordeste. Somente nesta região, 4.754 jovens foram beneficiados com o crédito educacional no ano passado, apresentando crescimento médio de 85% em novas concessões, renovações e estudantes favorecidos. Com a recente parceria firmada com o Grupo SER Educacional e o Grupo Tiradentes, a Fundacred passa a atender 17 novas instituições de Ensino Superior públicas no Nordeste, podendo ampliar ainda mais a oferta do crédito educacional. Com os convênios realizados, a Fundacred, junto ao Grupo SER, oferece a solução aos estudantes no estado de Pernambuco e, por meio do Grupo Tiradentes, em Sergipe.
Os objetivos da fundação estão alinhados com o Plano Nacional de Educação, que projeta metas até 2024 de aumentar em 50% (atual: 34,6%) de matrículas na educação superior e em 33% o percentual de matrículas da população de 18 a 24 anos na educação superior (atual: 18,1%).
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 23 milhões de pessoas, de 25 a 50 anos e com Ensino Médio completo, nunca acessaram o Ensino Superior. Nos últimos 46 anos, a Fundacred já administrou valores que ultrapassam R$ 2 bilhões e acesso à educação a mais de 90 mil pessoas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia