Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de outubro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Osni Machado

Empresários & Cia

Edição impressa de 08/10/2018. Alterada em 08/10 às 01h00min

Porto Alegre terá Fórum das Cidades Inteligentes

Marcino Fernandes Rodrigues Junior

Marcino Fernandes Rodrigues Junior


/CLAITON DORNELLES /JC
Prefeitos, gestores públicos, setor empresarial e a comunidade acadêmica terão oportunidade para debater, conhecer e trocar informações, que venham em prol do bem-estar dos cidadãos, durante a realização do I Fórum das Cidades Inteligentes, Humanizadas e Inovadoras.
O encontro, organizado pela Marcino Fernandes Rodrigues Advogados e Consultores em Governança Sustentável e a prefeitura de Porto Alegre, ocorrerá no dia 18, das 8h às 17h, no Teatro do Centro de Integração Empresa Escola do Rio Grande do Sul, na rua Dom Pedro II, 861, em Porto Alegre.
De acordo com Marcino Fernandes Rodrigues Junior, organizador do evento, o objetivo do fórum é mostrar o que está sendo feito em outros países para implantação das cidades inteligentes, ou como são conhecidas em todo mundo as smart cities. Muitas ações passaram a ser adotadas com o suporte das ferramentas tecnológicas, voltadas à infraestrutura urbana para tornar as cidades mais eficientes e humanizadas.
Rodrigues diz que o modelo das smart cities percorre um caminho alicerçado no planejamento urbano para melhorias sociais, envolvendo a sustentabilidade e preservação ambiental. O organizador informa que o fórum apresentará as experiências de smart cities, da Alemanha, do Canadá e também do Brasil, "já com algumas aplicações". Diz que o evento contará com depoimentos de ações que estão dando certo, em áreas como saneamento e de iluminação pública. Haverá um painel com Henrique Paiva, diretor de relações institucionais da Siemens e Marcio Francesquine, (délégué Commercial du Canadá), para abordar cases de smart cities. A palestra de abertura será com o diretor de engenharia da Marcopolo, Luciano Ricardo Resner, sobre O Impacto da Indústria 4.0 na Mobilidade Urbana.
Cita ainda importantes iniciativas, como o Programa Cidades Sustentáveis, que busca mobilizar esferas governamentais, organizações públicas e privadas. Dentro desta iniciativa, acrescenta o organizador, aparece a coordenação do Instituto Ethos, que envolve a participação do setor empresarial no programa. Destaca, igualmente, iniciativas como o Ressanar, do pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul. Programa reúne ações voltadas ao saneamento básico e destinação de resíduos sólidos.
Rodrigues, que ocupa o cargo de presidente do Fórum Nacional das Parcerias Público-Privadas (PPPs), chama a atenção para fatos graves, como a falta de saneamento básico em quase metade dos municípios do País. Diz que questões como esta, podem ser resolvidas e a solução poderia vir, por exemplo, da integração do setor público com o privado, tanto nacional, como internacional. Neste sentido, existe interesse de grupos internacionais que desejam investir. Ações, que poderiam ser viabilizadas por meio das chamadas Parcerias Público - Privadas (PPPs).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
LUIZ BARANHUK JUNIOR 16/10/2018 17h42min
algúem sabe como fazer a inscrição para o Forúm?