Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 17 de novembro de 2020.
Notícia da edição impressa de 17/11/2020.
Alterada em 16/11 às 21h30min

Novo morador

ALEX ROCHA/PMPA/JC
Este é o mais recente morador do Arroio Dilúvio de Porto Alegre. O belo jacaré criou o seu próprio habite-se debaixo da ponte com a avenida Borges de Medeiros. Primo irmão do crocodilo, este animal não costuma ser agressivo, mas também não é conveniente bulir com uma espécie que está na Terra há 248 milhões de anos. Mostra como a urbanização desfigurou o habitat da fauna.
Este é o mais recente morador do Arroio Dilúvio de Porto Alegre. O belo jacaré criou o seu próprio habite-se debaixo da ponte com a avenida Borges de Medeiros. Primo irmão do crocodilo, este animal não costuma ser agressivo, mas também não é conveniente bulir com uma espécie que está na Terra há 248 milhões de anos. Mostra como a urbanização desfigurou o habitat da fauna.

Direita, volver!

Parece que o maior derrotado nestas eleições não foi bem o presidente Jair Bolsonaro. O PT perdeu 133 municípios e não ganhou nenhuma capital. Em São Paulo, ficou com pouco mais de 8% dos votos. Em termos de população, governa 3,64 % dos brasileiros, e o PCdoB perdeu 51 municípios e governa 0,42% da população. De um modo geral, a direita venceu. Melhor dizendo, a esquerda perdeu.

E o Oscar vai para...

Não há mais dúvida. Depois dos resultados nas capitais e nas Câmaras de Vereadores, o PSOL é o legítimo herdeiro do PT. O partido da estrelinha murchou como flor fora da água já de alguns anos para cá. A proximidade com os vícios do poder o contaminou, risco que o PSOL também poderá correr quando for um. O PT nunca soube fazer uma autocrítica de verdade, sempre é culpa dos outros. É inerente à esquerda.

Nova eleição

Não contaram com a astúcia de Sebastião Melo (MDB). Ao fazer poucos, mas importantes votos a mais que Manuela d'Ávila (PCdoB), Melo tem boa probabilidade de vencer o segundo turno por suas próprias pernas se a candidata do PCdoB não agregar mais votos. Esse famoso se já levou a muitas frustrações. Manuela poderá ter mais votos e, em tese, Melo poderá ter muito mais.

O samba da traição I

Já ribombam os trovões da traição. O mundo da política é, essencialmente, um mundo de traições e conchavos e intrigas. Não podemos viver sem ela, mas ao mesmo tempo maldizemos esse jeito de ser de uma instituição que romanticamente achamos ser pura e cristalina como um cristal belga. Então, nenhuma surpresa com as queixas interpartidárias.

O samba da traição II

Aos pés da Santa Cruz/ Você se ajoelhou/ Em nome de Jesus/ Um grande amor você jurou/ Jurou mas não cumpriu/ Fingiu e me enganou/ Pra mim você mentiu/ Pra Deus você pecou. Se política fosse país, a música de João Gilberto deveria ser seu hino nacional. No estandarte, a efígie de uma traíra. Ai de quem entra em baile de cobra sem perneira.

E os outros?

Só ficamos sabendo quanta gente não se elegeu ou reelegeu depois de ver a lista dos suplentes. A renovação tem, entre outras causas, o ingresso do eleitor que votou pela primeira vez, o eleitor jovem. Os veteranos reeleitos já têm seu fã clube cimentado.

A multiplicação de mensagens

Dizer que rede social é de graça é um grande equívoco. Para que a sua mensagem tenha mais visualizações, os candidatos a vereador investiram um bom dinheiro para impulsionar suas mensagens no Face. Alguns botaram grana pesada, multiplicada pela militância.

Em fase de crescimento

Cada partido está avaliando seu desempenho para ter (ou não) uma visão cor de rosa do seu futuro. O Podemos, que veio do antigo PTN, comemora a conquista de 86 prefeituras no Brasil, aumento de 288%, e 1.423 vereadores. É presidido pela deputada federal Renata Abreu, de São Paulo.

A soma dos votos

O percentual de votos válidos atribuído aos candidatos tira um pouco a percepção sobre o eleitorado total. Em Porto Alegre, por exemplo, os 12 candidatos à prefeitura tiveram, somados, 645.755 votos. Isso representa 89,13% entre os eleitores que foram votar.

E a abstenção

Mas muita gente não foi votar. Aos 10,87% de brancos e nulos (78.754 votos para nenhum dos candidatos), é preciso acrescentar a abstenção. E a fatia é grande. Nada menos do que 358.217 eleitores da Capital (33,08% do eleitorado) não compareceu às urnas.

Tão alegres que viemos...

...tão tristes que voltamos. Três dos principais banqueiros centrais do mundo (entre eles Christine Lagarde e Jerome Powell) alertaram que a perspectiva de uma vacina não é suficiente para acabar com os desafios econômicos criados pela pandemia.

Não mate o mensageiro

Não é incomum que alguém que faça o teste do Covid se revolte e até faça um barraco quando o resultado é positivo. Por isso que algumas farmácias remetem os interessados direto ao laboratório para evitar esse desgaste.

Cinto apertado

Com a redução de receitas nos últimos meses, incluindo a taxa de cobrança nas TED, alguns bancos estão alertando seus clientes que os pagamentos realizados com cartões de crédito nas plataformas digitais não contam mais pontos para efeito de redução de taxas. Mas esse cinto ainda tem muito a ser apertado antes do último furo.

Miúdas

  • OS 30% dos votos de Manuela d'Ávila são o percentual histórico da esquerda de Porto Alegre.
  • DETENTOR de cargo público na ativa pode ser candidato? O bom senso diz que não.
  • LONGEVO na política, Amazonino Mendes (Podemos) foi para o 2º turno na disputa à prefeitura de Manaus. Está no ar desde os anos 1980.
  • ÚNICO partido de esquerda que se assume e é favor da estatização da economia é o PSTU.
  • OS outros omitem. Querem o mesmo, mas não saem do armário.
  • SEGUNDO turno é como terminar uma maratona e começar outra em seguida. Haja preparo físico.
  • QUEM semeia ventos colhe tempestades (Provérbio bíblico).

Estoque esgotado

É grande a procura por balas de mel e galhos de arruda para colocar atrás da orelha depois que o treinador Abel Braga retomou a simpatia de enterrá-las no gramado do Beira-Rio. Teme-se a falta destes produtos no mercado.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Fernando Albrecht
Fernando Albrecht
Informações exclusivas em notas curtas, objetivas e bem-humoradas. Bastidores da política, observações econômicas, causos do cotidiano e um olhar diferenciado sobre a vida urbana estão na coluna Começo de Conversa.