Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 08/01/2020.
Alterada em 10/01 às 19h20min
COMENTAR | CORRIGIR

O caso da van abandonada I

/MARCELO BELEDELI/ESPECIAL/JC
Durante um ano, os moradores de um condomínio na rua José do Patrocínio, em frente à Praça Garibaldi, tiveram que conviver com uma van em péssimo estado de conservação. Quem a colocou nunca a retirou. Quem queria estacionar na vaga não podia. Exposto aos elementos, o carro foi vandalizado. Até apareceram ofertas para comprar o veículo como ferro velho.
Durante um ano, os moradores de um condomínio na rua José do Patrocínio, em frente à Praça Garibaldi, tiveram que conviver com uma van em péssimo estado de conservação. Quem a colocou nunca a retirou. Quem queria estacionar na vaga não podia. Exposto aos elementos, o carro foi vandalizado. Até apareceram ofertas para comprar o veículo como ferro velho.

O caso da van abandonada II

Aí, chegou a prefeitura da Capital, que deu 10 dias de prazo para o dono retirá-la. Na última segunda-feira, quando venceu o prazo, o dono não teve dúvidas: com ajuda, empurrou a camionete do local e a estacionou a meia quadra de distância, na esquina da Olavo Bilac com a José do Patrocínio - talvez na esperança de que as autoridades municipais demorem mais um ano para agir.

O esconderijo

Agentes da prefeitura de Porto Alegre e da Brigada Militar apreenderam, ontem, um total de 64 caixas de frutas e verduras comercializadas de forma irregular na avenida Salgado Filho, no Centro Histórico. Um detalhe inusitado - e malcheiroso - surpreendeu os fiscais: para evitar que as mercadorias fossem apreendidas, os comerciantes tentaram escondê-las dentro de contêineres de resíduos orgânicos e rejeito.

Adeus ao orelhão

Os orelhões estão morrendo de morte matada. A redução dos aparelhos de telefonia pública ganhou impulso após a publicação do Decreto nº 9.619, de dezembro de 2018, que estabelece o fim da obrigação das concessionárias de manter, a cada 300 metros, um orelhão instalado. As companhias também ficaram desobrigadas de manter instalados quatro orelhões para cada grupo de mil pessoas. A Anatel estimou que, até dezembro passado, a redução foi de 77%.

Dinheiro para os buracos

A propósito das notas sobre os buracos nas ruas de Porto Alegre, a Diretoria-Geral de Conservação de Vias Urbanas informa que, neste 2020, a prefeitura já captou recursos de R$ 210 milhões para requalificação das vias para evitar novos buracos. Oremos, então. Antes tarde do que nunca.

O carnê do IPTU

Em resposta a outra nota sobre o prazo exíguo para pagar o IPTU de Porto Alegre com desconto, a Secretaria Municipal da Fazenda informa que, para permitir o pagamento com folga antes mesmo do final de ano, o IPTU 2021 vai poder ser pago já a partir de novembro. Louvado seja!

Os dois lados de um míssil

Donald Trump deu uma demonstração de que tinha mais "mísseis na agulha", com 52 alvos já colimados no Irã. Mas liquidar o general Qassim Suleimani fará, possivelmente, com que o terrorismo volte, inclusive atingindo inocentes. O Irã deve acelerar seu programa nuclear e até pensar em uma bomba A "suja", que emite apenas radiação mortal. Geopoliticamente, não foi bom. Os aiatolás linha-dura ganharam sobrevida e os civis americanos, mais uma preocupação.

Perda de futuro

Com mais de 50 dias sem aula na rede pública, fora as greves anteriores, os estudantes gaúchos perdem competitividade automaticamente junto aos seus colegas da rede privada de ensino. O futuro dessa gurizada já está comprometido.

Miúdas

  • DOS 2.783 atendimentos feitos pela CCR Via Sul na freeway, 75% foram panes mecânicas. Mostra como o motorista não faz prevenção no seu carro.
  • TODO santo dia a meteorologia prevê chuva e todo santo dia não chove. No máximo, aqui e acolá chuvinha de molhar bobo.
  • INMET fez uma previsão alongada em meteorologês. Pela tradução, parece que vai chover forte de janeiro a março no Rio Grande do Sul.
  • PELO retrospecto, nessas coisas, só se deve acreditar se estiver todo encharcado.
  • NGO Câmbio News acha que o dólar deve manter viés de baixa, embora mais lentamente, devido à briga EUA-Irã.
  • APARECEU um neologismo gerado pelo Instagram: instagramáveis. O português mesmo está definhando. Como diz a peonada, codeloco.
 

Finais

CONTADORA Ana Tércia Rodrigues foi reconduzida à presidência do Conselho Regional de Contabilidade do RS. STARTUP gaúcha beeIT (softwares para a área da saúde) já está em Santiago do Chile e, neste mês, amplia sua presença na Colômbia. COOPERATIVA Santa Clara inova ao lançar linguiça suína de 630 gramas em 10 gomos. Bela ideia.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia