Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 01/11/2019.
Alterada em 31/10 às 23h17min

Quanto mais longe, melhor

FERNANDO ALBRECHT/ESPECIAL/JC
Nos últimos anos, mais e mais gente deixa o alvoroço caótico da cidade grande e procura a paz do campo. Com a internet disponível na maior parte do Estado, hoje é bem mais fácil fazer essa opção. Reunir o útil ao agradável. A visão do moinho e do rebanho de ovelhas no interior do Alegrete é o famoso bálsamo para os olhos.
Nos últimos anos, mais e mais gente deixa o alvoroço caótico da cidade grande e procura a paz do campo. Com a internet disponível na maior parte do Estado, hoje é bem mais fácil fazer essa opção. Reunir o útil ao agradável. A visão do moinho e do rebanho de ovelhas no interior do Alegrete é o famoso bálsamo para os olhos.

A festa dos 100 anos...

Referência em celulose, a CMPC está comemorando 100 anos de história no mundo e 10 anos de atuação no Brasil. Para celebrar, a empresa preparou uma programação especial em Guaíba, onde acontecerão dois dias de festividades com shows, oficinas e atrações culturais, esportivas e gastronômicas. A festividade será na Praça da Juventude na orla do Guaíba, no dia 7 e 10 de novembro, com entrada gratuita.

...junto com a de 10 anos

A organização do evento - entre produção, montagem e execução - envolve mais de 40 pessoas. "Preparamos uma grande comemoração com o objetivo de integrar a comunidade de Guaíba. Serão diversas atrações que valorizam a cidade e geram renda imediata para os empreendedores locais, visto que, exceto os shows, todo restante foi contratado localmente", afirma o diretor-geral da CMPC, Mauricio Harger.

O nosso laboratório

A Escola de Negócios da Pucrs, em parceria com o braço de inovação da Paim Comunicação, o PaimLab, inaugura, na segunda-feira, às 16h, o Labex - Laboratório de Experiência do Consumidor. O espaço simula uma loja tradicional que permite criar múltiplos formatos, desde o segmento de cosméticos até o ramo alimentício.

O adeus do coronel

Com agradecimento aos comandantes oficiais, sargentos, soldados e comunidades, o coronel Amorim, comandante do Policiamento Metropolitano, deixa a ativa da BM após 31 anos e 11 meses. Pena. Amorim sempre foi linha de frente que deixou marcas boas por onde passou. "Nunca trabalhei sozinho, sempre tive PMs apoiando com ideias", enfatiza.

Líderes e Vencedores

A Federasul e a Assembleia Legislativa anunciam, na segunda-feira, os agraciados com o Prêmio Líderes & Vencedores. São cinco categorias com três vencedores cada: Mérito Político; Sucesso Empresarial; Destaque Comunitário; Expressão Cultural; e Referência Educacional.

Historinha de sexta

Um grupo de alegres rapazes da Serra tem como hábito descer para a planície porto-alegrense para comer, beber e se divertir na hora extra. A capital gaúcha é pecaminosa, sabem até os anjinhos de procissão, e oferece variadas opções para quem quer experimentar as batalhas de Eros. Mas como em Fórmula 1 e na musculação, é preciso aquecer a musculatura ingerindo energia líquida. E assim vieram eles. Primeiro, fizeram uma lauta refeição regada a fermentados e destilados. Deram-se três horas de digestão para evitar congestão escolhendo alguma casa prenhe de luxúria e prevaricação. Luxúria de um lado e vamos-acabar-logo-com-isso de outro. É dura a vida noturna para quem faz dela seu ganha-pão. Os guizos da alegria são unilaterais.

Depois de zanzar pelos distritos eróticos mais conhecidos como se batalhão precursor fossem, fizeram uma pesquisa interna e decidiram arranchar em uma conhecida casa noturna. O panorama visto da ponte era agradável, então juntaram duas mesas e mandaram ver. Pressentindo o vil metal, as moçoilas borboletearam em volta da mesa como mariposas atraídas pela lâmpada. Um deles foi fisgado por uma bela mulher, que capturou seu coração pelo menos provisoriamente. E lá se foi ele descobrir o que é que a baiana tem.

Estes estabelecimentos estão sempre racionando energia, de modos que tudo fica a meia luz com jatos de luz faiscante de tempos em tempos. Esse é o clima ideal para o que a plebe rude chama de amassos. Nesse rodopiar fixo como um par de caixinha de música, o serrano teve sua atenção despertada para o brilho eventual da polaina da moça. Devia ser coisa fina, calçado de primeira, talvez importado, pensou. Aquilo o atraía de uma forma agradável. Ao ver a polaina mais de perto, teve um choque como se tivesse sido atingido por uma arma taser.

Não era polaina. Era uma tornozeleira eletrônica.

Item de segurança

Na hora em que mais se precisa dos camelôs, onde estão eles? Falham miseravelmente. Cadê os vendedores de galochas mesmo que sejam chinesas? A velha e boa galocha hoje é item de segurança. Quem gritar "vendo galochas" vai vender mais que pão quente, ainda mais em Porto Naufragado Alegre.

Miúdas

  • PELO menos o Capitão deu uma puxão de orelhas no seu rebento Eduardo. Que besteira essa de um novo AI-5.
  • TODO mundo só fala no AI-5, mas o regime militar editou 17 Atos Institucionais entre 1964 e 1969.
  • QUEM pretendia apostar nesta quinta-feira, na Mega-Sena teimosinha, ouvia das lotéricas que só depois do dia 11, pois o preço iria subir.
  • MAS a Caixa não contava com a astúcia do Ministério da Economia. Preço novo só em janeiro. (Matéria nesta edição)
  • MILAGRE que, até quinta-feira, a Defesa Civil não tenha reportado enchentes no Interior. Repetindo: até quinta-feira. Semana que vem tem mais.
  • ESTAMOS usando tantas expressões em inglês que dá a sensação de o Brasil ser o 51º estado dos Estados Unidos.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Fernando Albrecht
Fernando Albrecht
Informações exclusivas em notas curtas, objetivas e bem-humoradas. Bastidores da política, observações econômicas, causos do cotidiano e um olhar diferenciado sobre a vida urbana estão na coluna Começo de Conversa.