Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 04 de abril de 2019.
Aniversário da cidade de São Gabriel.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 04/04/2019. Alterada em 03/04 às 22h13min

Rei de Roma...

ROSI BONI/DIVULGAÇÃO/JC
"O que as vitórias têm de mal é que elas não são definitivas e ainda correm um grande risco de nos embriagar. A derrota é o combustível das nossas vitórias", disse o ex-jogador do Inter Paulo Roberto Falcão no Tá na Mesa, na Federasul, aqui ao lado da presidente Simone Leite. Perguntado se alguma vez havia pensado em entrar na política, Falcão disse que não "porque eu estaria enganando vocês agora".
 

...no Tá na Mesa

Um executivo que ouvia a palestra contou um episódio acontecido em 2018, quando ele e sua família alugaram um carro para ir de Roma a Nápoles. Logo na saída o GPS endoideceu. Ele então entrou em um bar cheio de gente mal-encarada. Temendo o pior mostrou uma foto dele com Falcão e enfatizando que era brasileiro. Todos frequentadores abriram largos sorrisos saudando o Rei de Roma. E olha que Falcão foi ídolo por lá nos anos 1980.

O elefante que voa

Acostumados com obras públicas que só cumprirão o cronograma no Dia de São Nunca, a eficiência germânica da Fraport no Salgado Filho destruiu a tese dos caranguejos que fizeram muxoxo lá atrás dizendo que ela quebraria a cara. O que antes era um elefante lerdo hoje é um elefante voador, um Dumbo. O que deixa uma sensação de tempo perdido é o fato da demora em promover outras privatizações.

Rompimento de contrato

A associação Sanatório Belém rompeu o contrato de arrendamento com a Associação Beneficente São Miguel por descumprimento de cláusulas contratuais, entre elas a não realização de obras no hospital. O sanatório está à procura de novos parceiros.

Racha partidário

O Partido Novo, uma das siglas novas promissoras que estavam crescendo na parada, já enfrenta um racha. Um grupo de militantes e ex-candidatos deixou o partido em bloco. Na carta de desfiliação, queixam-se do tratamento recebido. Matéria nesta edição.

Todos ao Beira-Rio

Um projeto de grande importância estava na pauta de ontem na Câmara Municipal de Porto Alegre: a concessão de parques e praças à iniciativa privada. Repleto de emendas, o texto provocaria longa discussão. Mas os vereadores decidiram adiar a votação por um simples motivo: o jogo entre Inter e River, às 19h15min, no Beira-Rio.

Chocolate amargo

Leitor fez as contas do preço em quilo dos chocolates vendidos em Gramado em fins de semana movimentados. Um pacotinho de chocolate de 80 gramas sendo vendido a R$ 18,80 está custando, em realidade, R$ 235,00 o quilo. Mais caro que na rede de supermercados Migros, de Zurich, uma das cidades mais caras do mundo, onde uma barra de 100g de excelente chocolate suíço custa o equivalente a
R$ 135,00 o quilo.

Coelhos abandonados

Depois das festas de Páscoa, os parques e praças da Capital ficam cheios de coelhos abandonados, isso porque as pessoas "presenteiam" o bichinho como se ele fosse brinquedo, especialmente para crianças. O alerta parte do Conselho de Medicina Veterinária (CRMV-RS). O comércio deveria se abster de oferecer estes bichos, porque tudo acaba em sofrimento para os animaizinhos. É crime previsto no Código Penal.

Falha na internet

Escritórios de contabilidade relatam problemas sérios com seus clientes por conta da instabilidade da internet e, às vezes, com falhas nos sites dos bancos, criando problemas para pagar obrigações tributárias. De pontual, essa instabilidade acabou se tornando permanente.

Pegar junto

Certa vez perguntaram para o economista Paul Singer porque alguns países dão certo e outros vão morrer tentando. Ele respondeu que basicamente precisava duas coisas: criatividade e o "pegar juntos". A primeira condição talvez tenhamos, mas a segunda nem pensar. Caso das reformas. Raríssimas vezes os brasileiros pegaram juntos.

Miúdas

  • DEPOIS do aumento das tarifas das lotações o número de usuários caiu mais ainda. Os carros estão às moscas.
  • PRIMEIRAS lotações eram Kombis de três portas, depois de seis, depois F 1000 até a versão micro-ônibus. Mania de grandeza.
  • PORTO Alegre vai ter o seu roteiro inspirado no Caminho de Santiago. É como se fosse uma franquia.
  • ISRAEL desenvolveu tecnologia de detecção de drones que inclusive fornece o ID da máquina.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Antonio 04/04/2019 08h43min
Tem que fazer o caminho de Porto Alegre a Santiago,aí vão ver o que é caminhar de verdade.Basta botar uma placa: caminho para Santiago.E dê-lhe perna. Economiza passagem e vai vendo a paisagem,.Dá uma parada em Santa Maria e segue a caminhada.