Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de janeiro de 2019.
Aniversário da cidade de São Paulo. Aniversário dos Correios e Telégrafos.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 24/01/2019. Alterada em 23/01 às 23h06min

Novidades no Código

-
FERNANDO ALBRECHT/ESPECIAL/JC
Ainda bem que a parte do Código de Trânsito Brasileiro que prevê multas a pedestres e ciclistas vai entrar em vigor a partir de março. Quer dizer, a caneta vai demorar a multar, há controvérsias sobre a operacionalidade, mas já é um início. Pedestre, então, não está nem aí para o sinal vermelho, como mostra a foto. Conhece-se um povo pela forma como se comporta no trânsito, e, neste quesito, Porto Alegre é um desastre. Mas não nos iludamos. Vai levar uma geração até mudar esse comportamento.

A abertura dos portos I

Não é a reforma da Previdência, não é a reforma administrativa, não é a reforma política. Embora necessárias, a redução da carga tributária das empresas de 34%, em média, para 15% é a maior revolução tributária da história do Brasil moderno. Quem assim o promete é o ministro da Economia Paulo Guedes (matéria na página 7).

A abertura dos portos II

É um anúncio extraordinário. Além de aliviar as empresas nacionais, abre as portas para investimentos produtivos de estrangeiros. Não se passa um dia sem que se reclame pela redução tributária das empresas. Não precisa nem somar dois mais dois para chegar à conclusão que, se efetiva for, equivale em importância à abertura dos portos de 1808.

Recorde federal

O presidente do TRF-4, desembargador federal Thompson Flores, apresentou a estatística da movimentação processual na corte em 2018. O tribunal julgou o maior número de processos desde 2005. Ao todo foram julgadas 134.893 ações, uma marca de quase 2 mil a mais que em 2017. Desse número, 128.961 foram em meio eletrônico.

Metamorfose

Do jornalista e editor Auber Lopes de Almeida: "A versão espanhola do jornal El País de hoje (ontem) traz a seguinte manchete:

"Bolsonaro anima a los ejecutivos de Davos a invertir en el nuevo Brasil"

Já na versão brasileira do mesmo El País, a manchete é esta:

"O breve discurso de Bolsonaro decepciona em Davos".

Sem perdão

Dois adolescentes de 15 e 17 anos apreendidos pela Brigada Militar confessaram ter matado barbaramente o taxista Ermínio Oliveira da Silva de, 39 anos, em Gravataí. Além de espancá-lo, o atropelaram. Esta é uma realidade que mais dia menos dia teremos que mudar. Na maioria dos países civilizados o fator idade não os livra de prisão e prisão pesada como se adultos fossem.

O inferno é aqui

A última semana de janeiro vai ser marcada por calor semelhante ao verificado na virada do ano, segundo a MetSul. Valha-nos o bom Deus do ar-condicionado! O inferno está vencendo.

Bateria líquida

A Nasa está trabalhando na pesquisa para integração de baterias líquidas para uso em aeronaves elétricas. O projeto é baseado em nanotecnologia e emprega unidades líquidas recarregáveis, informa a publicação Aero Magazine. Bem, depois que inventaram a debulhadora de milho...

Já vai tarde

H ugo Chávez e seu pupilo Nicolás Maduro, que derrete mais rápido que picolé em alto forno, esqueceram ou não quiseram lembrar ou simplesmente não leram Simon Bolívar de verdade. É dele a frase "Na América Latina as instituições não são sérias porque as pessoas não são sérias". O bolivarianismo servia apenas para encobrir a perpetuidade no poder.

Miúdas

  • DESDE ontem Nicolás Maduro tem tanto poder quanto um soldadinho de chumbo.
  • E AGORA, com quem o passarinho no qual encarnou Hugo Chávez vai se comunicar?
  • RUMORES dão conta que a Caixa não iria mais patrocinar clubes de futebol. A ser verdade, é um baque nos patrocinados.
  • FORÇA Aérea Brasileira festeja 78 anos de criação e de bons serviços à Pátria e ao País. Longa vida à FAB.
  • ESPERIENZA Bistrot, na Rua Coberta de Gramado, serve refeições aos clientes que ficam com os olhos vendados.
  • HAMILTON Mourão será interino novamente. Em breve Jair Bolsonaro faz cirurgia para retirar a bolsa da colostomia.

Finais

AGÊNCIA BriviaDez inovou no modelo de sua sede em Porto Alegre ao escolher o coworking ParkHub Indigo para instalar a equipe. FÓRUM da Liberdade, promovido pelo IEE, inicia hoje a pré-venda de ingressos pelo site www.forumdaliberdade.com.br/
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Edison Sauer 25/01/2019 11h22min
Essa foto, na Andrade Neves, mostra um comentário inapropriado para o local. Ali passam poucos carros e o sinal fica fechado por um bom tempo sem nenhum carro a vista. A quantidade de pedestres é "bloqueada" pelos desmando no entorno do tudo fácil. Esse SIM é o problema a ser tratado.
Sérgio 24/01/2019 14h46min
Complementando o comentário da ISABEL: " Talvez obrigar o prefeito, secretários e todos os vereadores percorrer as principais avenidas À PÉ".nMuito simples para que fica dentro do escritório com ar condicionado encontrando soluções miraculosas. Duvido, que os senhores EDIS e demais autoridades tenham entrado num ônibus com temperatura ambiente acima de 38 graus. Sintam o que o povo sente e suporta.n
Isabel 24/01/2019 09h03min
Para melhorar o comportamento dos pedestres, são necessárias várias melhorias. Calçadas com tamanho adequado ao fluxo de pedestres; sinaleiras com tempos razoáveis para atravessar, sem travessia em dois tempos; melhoria nas sinalizações; programas de educação para o trânsito para pedestres também; que haja tempo para que seja absorvida a mudança cultural; que o transporte público tenha um planejamento e seja mais racional; e que as obras não invadam calçadas permanentemente.