Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de outubro de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 25/10/2018. Alterada em 24/10 às 22h54min

Canta e encanta

ALFONSO ABRAHAM/DIVULGAÇÃO/JC
Esse pequeno cantor encanta quem o vê com sua voz firme e afinada quando se apresenta com esse conjunto gauchesco na beira do Mercado Público, em Porto Alegre. Artistas de rua costumam atrair o público na razão direta do seu desempenho. Há quem diga que ele lembra um célebre menino cantor espanhol Joselito, fenômeno mundial dos anos 1960.
 

As nuvens de 2019

A s promessas de campanha que, ao natural, sempre tem dificuldades em sair do papel, terão em 2019 um problema extra. Nuvens de tempestade sobre a economia mundial, e dos Estados Unidos em especial, deixam rugas de preocupação nas testas dos especialistas em ciclos econômicos. Sabemos que espirro lá fora vira pneumonia nos emergentes. No Brasil, dupla.

Ré menor

Nações que só sabem pensar em termos de direita e esquerda nunca vão para a frente. Que é o que interessa, no fim das contas. Neste diapasão, a consequência lógica é a marcha a ré.

Imprevisibilidade previsível

Já começam a pipocar textos sobre previsões dos rumos da economia em 2019. Mesmo sabendo-se que só no domingo saberemos quem será o próximo presidente, esse exercício de futurologia ipso facto é mais arriscado que cutucar tigre faminto em um quarto fechado do Minha Casa Minha Vida.

Reavaliações

A campanha eleitoral de 2018 no futuro será conhecida como a Campanha dos Estouvados. E dos radicalismos. E do Brasil dividido. E da barbárie virtual. E dos sem-opção. E do salve-se quem puder. E da nossa mãe.

Nova graduação

A Unisinos abriu inscrições para o vestibular em que serão selecionadas as primeiras turmas com o novo modelo de graduação, que permite ao aluno definir parte de sua trajetória acadêmica conforme suas competências e planos para a vida profissional. Ao todo, 21 cursos de bacharelado passarão pela mudança já no primeiro semestre de 2019.

Bento Vida

Um atendimento rápido e adequado pode evitar uma tragédia, especialmente em casos envolvendo crianças. Por isso, mais de 900 profissionais de Educação Infantil de Bento Gonçalves foram treinados para prestar os primeiros socorros. A iniciativa "Bento Vida - Seu Filho em Segurança", é inédita no Rio Grande do Sul.

Um estudo em rosa


EDUARDO BELESKE/PMPA/JC
O monumento a Elis Regina ganhou iluminação especial para marcar o Outubro Rosa, campanha de prevenção ao câncer de mama. Viva fosse, a Pimentinha assinaria embaixo.
 

Miúdas

  • TIRANDO as eleições, o Brasil real e a economia estão na posição Mandrake.
  • PELA primeira vez se fez uma fake news a faca. Dava para desconfiar da suástica invertida.
  • NENHUM instituto de pesquisas se animou em averiguar o percentual de notícias falsas e verdadeiras desta campanha.
  • HOJE termina tudo. Quem caprichou na comunicação colherá os louros da vitória no domingo.
  • CORREÇÃO: Paulo Brossard teria completado 94 anos na terça-feira passada.

Finais

  • AUXILIADORA Predial (Sete de Setembro, 1.116) funcionará dia 29 como posto de coleta da doação de cabelos da ONG Cabelaço.
  • REDEMAC (materiais de construção) inicia dia 27 a segunda operação em Butiá.
  • BOM exemplo que vem de Minas do Leão: a empresa CRVR em parceria com a prefeitura tirou do bolso R$ 250 mil para erguer a cobertura da quadra esportiva de uma escola.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Carlos Alberto 25/10/2018 11h52min
Fiz dois comentários. Apenas um foi publicado. Porque? Por favor , examinem o que houve. O comentário que faltou foi a sugestão de TOTAL auditoria no BNDES. Falei total, aberta e divulgada aos Brasileiros. Quero saber para quem o Banco emprestou nosso dinheiro. Informar sem exceções. TUDO, OK. Grato.
Carlos Alberto 25/10/2018 10h40min
Prezado, outra sugestão. Presídios. Primeiro: presidiários tem que trabalhar. Segundo: Estabelecer o seguinte. Avisar com antecedência, aos presos, que toda vez que quebrarem.danificarem ou incendiarem as cadeias, o Estado não vai investir em recuperação/reforma. Vai ficar como eles deixaram. Vão viver nos estragos que fizeram. Azar. Eles tem que cuidar da sua "CASA" ou vão conviver no estrago que fizeram. Gastar em recuperar este estragos com nosso dinheiro, não. Chega.Sds.
Carlos Alberto 25/10/2018 10h33min
Bom dia. Caro Jornalista. Gostaria de deixar uma sugestão ao novo presidente, que espero seja o Sr. Bolsonaro. No dia seguinte a posse, autorizar , imediatamente uma "super auditoria" no BNDES. Auditoria total.Com divulgação plena dos resultados. Sem esconder nada. Abrir esta caixa preta para o Brasil. TUDO. Tudo mesmo. É um banco público. Nós temos direito de saber aonde foi e para onde vai o dinheiro deste Banco. Espero que a sugestão chegue aos responsáveis pela campanha do candidato. Sds.