Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 14 de outubro de 2020.

Alterada em 14/10 às 13h23min

Empresas gaúcha e paranaense de tecnologia automotiva firmam parceria

Buggy 100% elétrico apresentado recentemente é um dos focos de colaboração entre as companhias

Buggy 100% elétrico apresentado recentemente é um dos focos de colaboração entre as companhias


EION/DIVULGAÇÃO/JC
Com sede em Porto Alegre, a FuelTech é referência em produtos de alto desempenho para veículos à combustão, e também está atenta à eletrificação. Prova disso foi a aquisição, em junho deste ano, da Energy Systems, especialista em converter automóveis com motores tradicionais em elétricos.
Com sede em Porto Alegre, a FuelTech é referência em produtos de alto desempenho para veículos à combustão, e também está atenta à eletrificação. Prova disso foi a aquisição, em junho deste ano, da Energy Systems, especialista em converter automóveis com motores tradicionais em elétricos.
Agora, a empresa gaúcha estabeleceu uma parceria estratégica com a startup paranaense eiON, que desenvolveu recentemente um buggy 100% elétrico. Batizado de “Buggy Power”, o carro tem 99% das peças e equipamentos fabricados no Brasil - apenas as células de íons de lítio, utilizadas nas baterias, ainda não serão feitas no País.
“Investimos em pesquisa, desenvolvimento e inovação para eletrificação veicular. Temos importantes parceiros, como a catarinense WEG, e essa colaboração com a eiON traz aumento do capital intelectual e ganhos de escala na padronização dos equipamentos elétricos. Isso melhora e complementa nossas áreas de atuação, gera mais sinergia e vantagens competitivas às duas empresas”, explica Anderson Dick, CEO da FuelTech.
A produção em escala comercial do Buggy Power deve ser iniciada em breve, com valores a partir de R$ 119 mil a unidade. Projetado inicialmente para atender a resorts e locais voltados ao ecoturismo, o veículo também pode ser usado na área urbana, na zona rural e no litoral.
O buggy elétrico tem freios à disco nas quatro rodas, acelerador eletrônico, controle de tração, sistema de frenagem regenerativa e roda mais de 100 quilômetros com menos de R$ 9,00 - economia de mais de 70% no custo do quilômetro percorrido quando comparado a modelos similares com motor a combustão.
“O Buggy Power também pode ser fornecido em conjunto com garagens solares e estações de recarga, em um modelo de negócio capaz até mesmo de gerar receitas financeiras para seu proprietário”, acrescenta Milton Francisco dos Santos Junior, engenheiro eletricista fundador da eiON.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!