Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de março de 2020.
25/03/2020 - 15h25min.
Alterada em 25/03 às 15h24min
COMENTAR | CORRIGIR

Toyota respondeu por mais de 65% das vendas nacionais de veículos híbridos em 2019

Marca anunciou que pretende oferecer aos consumidores um portfólio de carros 100% híbridos até 2025

Marca anunciou que pretende oferecer aos consumidores um portfólio de carros 100% híbridos até 2025


TOYOTA/DIVULGAÇÃO/JC
A montadora japonesa foi pioneira nesse segmento, no Brasil, ao lançar, no início de 2013, o compacto Prius. Naquele ano, foram emplacadas 323 unidades e, até hoje, 6.836 exemplares do modelo.
A montadora japonesa foi pioneira nesse segmento, no Brasil, ao lançar, no início de 2013, o compacto Prius. Naquele ano, foram emplacadas 323 unidades e, até hoje, 6.836 exemplares do modelo.
Em 2019, a empresa introduziu no País o RAV4 e o Corolla híbridos. O primeiro estreou aqui em maio, enquanto o segundo, em setembro. Desde então, cada um soma, respectivamente, 3.161 e 3.635 unidades comercializadas.
Ou seja, em menos de seis meses, o SUV e o sedã alcançaram o resultado comercial de seis anos do Prius, demonstrando que a tecnologia híbrida está bem mais respaldada pelo consumidor brasileiro. Juntando os três veículos, a Toyota alcançou participação de 67,6% no segmento de híbridos nacional no ano passado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!