Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de janeiro de 2020.
Dia Nacional do Fotógrafo.

Jornal do Comércio

07/01/2020 - 15h46min.
Alterada em 08/01 às 11h57min
COMENTAR | CORRIGIR

Uber e Hyundai Motor serão parceiras em compartilhamento de viagens aéreas

As empresas anunciaram colaboração no desenvolvimento do Uber Air, para uma futura rede de compartilhamento de viagens aéreas, e apresentaram um novo conceito de aeronave na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (EUA).
As empresas anunciaram colaboração no desenvolvimento do Uber Air, para uma futura rede de compartilhamento de viagens aéreas, e apresentaram um novo conceito de aeronave na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (EUA).
Nessa parceria, a Hyundai produzirá e implantará os veículos aéreos e a Uber fornecerá serviços de suporte ao espaço aéreo, conexões para transporte terrestre e interfaces com os usuários por meio de uma rede de compartilhamento de viagem aérea. As partes estão colaborando nos conceitos de infraestrutura para apoiar a decolagem e o pouso dessa nova classe de veículos.
A Hyundai trabalhou com o Uber Elevate para viabilizar um modelo PAV (Personal Air Vehicle ou Veículo Aéreo Pessoal), o S-A1, que utiliza conceitos inovadores para otimizar aeronaves elétricas de decolagem e pouso verticais (eVTOL), para fins de compartilhamento de viagens aéreas. Entre as características da aeronave estão velocidade de até 290 km/h, altitude de voo de 300 a 600 metros acima do solo e autonomia de até 100 quilômetros.
O veículo aéreo será 100% elétrico, exigindo, durante os horários de pico, cerca de cinco a sete minutos para recarregar suas baterias. O modelo foi projetado para decolar verticalmente, fazer a transição de asas em navegação e depois voltar ao voo vertical para aterrissar. Inicialmente, um piloto conduzirá a aeronave, mas com o tempo elas se tornarão autônomas. A cabine poderá receber quatro passageiros, permitindo embarque e desembarque fáceis.
“A Hyundai é nosso primeiro parceiro com experiência na fabricação de automóveis de passageiros em escala global. Acreditamos no seu potencial de construir os veículos Uber Air a taxas nunca vistas na indústria aeroespacial atual, produzindo aeronaves confiáveis e de alta qualidade em grandes volumes para reduzir os custos de usuários por viagem. A combinação da força industrial da Hyundai com a plataforma tecnológica da Uber representa um grande passo à frente para o lançamento de uma vibrante rede de táxi aéreo nos próximos anos”, declara Eric Allison, líder do Uber Elevate.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!