Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Leitura

- Publicada em 03h35min, 03/09/2019. Atualizada em 03h00min, 03/09/2019.

As primeiras manifestações da Justiça no Brasil

primordios da justiça no brasil

primordios da justiça no brasil


/REPRODUÇÃO/JC
A coletânea bilíngue de documentos quinhentistas é uma valiosa contribuição à história jurídica do Brasil. Desafiando a crença de que as primeiras e mais variadas manifestações do Direito romano-germânico lavradas na Terra Brasilis brotaram da pena de escrivães portugueses, os textos reunidos nesta obra - até então inéditos no País - foram escritos por funcionários do aparato jurídico-burocrático da Coroa castelhana nas primeiras quatro décadas do século XVI. Os mais antigos são anterior a 1534, ano em que Dom João III instituiu as capitanias hereditárias, regime que deu início à colonização lusitana do território.
A coletânea bilíngue de documentos quinhentistas é uma valiosa contribuição à história jurídica do Brasil. Desafiando a crença de que as primeiras e mais variadas manifestações do Direito romano-germânico lavradas na Terra Brasilis brotaram da pena de escrivães portugueses, os textos reunidos nesta obra - até então inéditos no País - foram escritos por funcionários do aparato jurídico-burocrático da Coroa castelhana nas primeiras quatro décadas do século XVI. Os mais antigos são anterior a 1534, ano em que Dom João III instituiu as capitanias hereditárias, regime que deu início à colonização lusitana do território.
Primórdios da Justiça no Brasil - Amílcar D'Ávila de Mello,
Tekoa Et Orbis, 652 páginas, preço sugerido R$ 537,90
Comentários CORRIGIR TEXTO