Porto Alegre, terça-feira, 18 de maio de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 18 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios corporativos

- Publicada em 03h00min, 18/05/2021.

Área de condomínios logísticos cresce no Brasil

Magalu irá inaugurar em breve um novo centro logístico na região de Gravataí

Magalu irá inaugurar em breve um novo centro logístico na região de Gravataí


Leandro Fonseca/Divulgação/JC
A logística no Brasil vem avançando a passos largos nos últimos anos. E o mercado de condomínios logísticos está acompanhando este movimento. Segundo as estatísticas da SiiLA, empresa multinacional de dados e monitoramento de imóveis comerciais da América Latina, o Brasil possui hoje 17.997.392 m² deste tipo de empreendimento.
A logística no Brasil vem avançando a passos largos nos últimos anos. E o mercado de condomínios logísticos está acompanhando este movimento. Segundo as estatísticas da SiiLA, empresa multinacional de dados e monitoramento de imóveis comerciais da América Latina, o Brasil possui hoje 17.997.392 m² deste tipo de empreendimento.
Cinco anos atrás, durante o 1º trimestre de 2016, eram 13.545.894 m². "Os investimentos neste tipo de imóvel estão em alta, visto que uma boa logística oferece uma vantagem competitiva muito grande para as empresas, que conseguem assim atender com mais eficiência o seu público consumidor", comenta o CEO da SiiLA Brasil, Giancarlo Nicastro.
Apenas entre janeiro e março de 2021, foram entregues sete empreendimentos no país, que somam 214. 677 m² de área logística. E parte deste estoque já foi entregue com inquilino ocupando o espaço. "E o que se vê hoje é que, embora grande parte dos empreendimentos ainda estão localizados no Sudeste, em especial em São Paulo, nos últimos tempos mais e mais empreendimentos estão sendo erguidos em outras regiões. Neste primeiro trimestre, dos imóveis entregues dois estão no Estado de São Paulo, dois no Rio de Janeiro, dois na Bahia e um em Minas Gerais", explica Nicastro.
O Mercado Livre é o inquilino do empreendimento entregue na Bahia. A empresa anunciou recentemente a abertura de 16 mil vagas de emprego para a América Latina, sendo dessas 7.200 apenas para o Brasil. Com isso, a companhia pretende ampliar sua operação principalmente nos centros de distribuição e áreas de tecnologia da informação, financeiro e produtos.
A expectativa da empresa é fechar o ano com o dobro de funcionários que têm atualmente. Já o Magazine Luiza anunciou que irá inaugurar em breve um novo centro logístico na região de Gravataí, no Rio Grande do Sul. O estado possui hoje 408.697 m² de área de condomínios logísticos, e tem previsão de receber mais 55.581 m² no terceiro trimestre de 2021.

Açu Petróleo confirma acordo com Petrobras para aumentar exportações

Magazine Luiza anunciou que irá inaugurar em breve um novo centro logístico em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre
Magazine Luiza anunciou que irá inaugurar em breve um novo centro logístico em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre
/Leandro Fonseca/Divulgação/JC
A Petrobras assinou com a Açu Petróleo - parceria da Prumo Logística com a alemã Oiltanking - um aditivo ao contrato firmado em 2019 para aumento de 140% da exportação de petróleo.
Isso permitirá à estatal escoar 240 milhões de barris da commodity - aproximadamente 300 mil barris por dia - pelo Porto do Açu em até dois anos, informou a Açu Petróleo.
Para atender o aumento das exportações, a empresa prevê a construção de um Parque de Tancagem e a conexão dutoviária à malha existente.
Esta é a segunda vez que a Petrobras pede para ampliar o volume exportado, motivada pela crescente produção de petróleo e pelo aumento da demanda no mercado externo.
Até então o contrato previa a exportação de 100 milhões de barris. Durante a pandemia, em abril do ano passado, a Petrobras bateu recorde de movimentação, informou a Açu Petróleo, que foi responsável pelo escoamento de cerca de 19% do volume total.
Recentemente a Açu Petróleo foi reconhecida pela Agência Nacional de Transporte Aquaviário - Antaq como o Terminal de granéis líquidos que mais cresceu em movimentação.
Em 2020, foram movimentadas 29,6 milhões de toneladas, o que representa um crescimento de 53,2% em relação a 2019.
De acordo com a empresa, a Açu Petróleo é responsável por 25% da exportação de petróleo nacional e atende a todas as operadoras que atuam no Brasil.
Desde 2016, a companhia realizou mais de 270 operações de transbordo de petróleo, o que representa cerca de 260 milhões de barris movimentados.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário