Porto Alegre, quinta-feira, 12 de novembro de 2020.
Dia do Supermercado. Dia Internacional da Qualidade.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 12 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

E-commerce

- Publicada em 15h42min, 12/11/2020. Atualizada em 17h09min, 12/11/2020.

Depois de desistir do Rio Grande do Sul, Mercado Livre oficializa CD em Santa Catarina

Centro de distribuição da Mercado Livre chegou a ser anunciado para Gravataí, na RMPA

Centro de distribuição da Mercado Livre chegou a ser anunciado para Gravataí, na RMPA


RP1/DIVULGAÇÃO/JC
Patrícia Comunello
O Rio Grande do Sul ficou com um dos maiores centros de distribuição (CD) da Amazon no Brasil, e Santa Catarina acabou ficando mesmo com o CD da Mercado Livre. A operação chegou a ser anunciada para o território gaúcho, mas um impasse na forma de fazer a operação tributária acabou provocando a desistência da Mercado Livre.
O Rio Grande do Sul ficou com um dos maiores centros de distribuição (CD) da Amazon no Brasil, e Santa Catarina acabou ficando mesmo com o CD da Mercado Livre. A operação chegou a ser anunciada para o território gaúcho, mas um impasse na forma de fazer a operação tributária acabou provocando a desistência da Mercado Livre.
A gigante argentina de e-commerce na América Latina anunciou nesta quinta-feira (12) quatro novos CDs, sendo que um deles será em Santa Catarina, em Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis. 
No Rio Grande do Sul, a unidade seria em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA), segundo anúncio em fim de 2019. O governador Eduardo Leite e a pasta da Fazenda tentaram reverter a saída, indicando que atenderiam as condições da companhia, mas a situação não foi revertida.  
Já a Amazon começou a operar em um complexo logístico em Nova Santa Rita, um dos três novos abertos no País. Agora são oito no total. O Rio Grande do Sul vai atender entregas na Região Sul. 
A Mercado Livre também posicionou o CD em solo catarinense visando as entregas nos três estados do Sul.
Em nota, a companhia argentina, a primeira a faturar mais de US$ 1 bilhão na AL, que é o patamar das chamadas unicórnios da tecnologia, terá mais quatro novos centros logísticos no Brasil, além do de Santa Catarina. 
Três em São Paulo - sendo dois em Cajamar e um em Guarulhos, e um em Extrema, em Minas Gerais. Segundo a empresa, quatro dos cinco CDs operarão na modalidade de Fulfillment (estoque dos vendedores é gerenciado pela Mercado Livre, do armazenamento à entrega) e um centro será de cross-docking, pelo qual o local é um entreposto de coletas das encomendas, preparadas pelos vendedores e depois entregue aos consumidores.
O de Santa Catarina, com 32 mil metros e capacidade para chegara a 71 mil metros quadrados, será de Fulfillment. 
A companhia argentina já tinha em operação três CDs de Fulfillment em Cajamar e Louveira (São Paulo), e Lauro de Freitas, na Bahia, e 16 centros de Cross Docking. A Mercado Livre tem ainda frota de quatro aviões, 600 carretas e mais de 10 mil vans para fazer a movimentação de mercadorias.
Comentários CORRIGIR TEXTO