Porto Alegre, terça-feira, 10 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 10 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Agronegócio

- Publicada em 03h00min, 10/11/2020.

Programa de logística reversa chega ao Rio Grande do Sul para atender produtores de tabaco

A coleta itinerante do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos encerrou a agenda no Sul do Rio Grande do Sul e, após uma breve pausa, reinicia as atividades no noroeste gaúcho. Entre 9 e 26 de novembro, produtores de tabaco de 71 municípios da região poderão realizar a devolução das embalagens tríplice lavadas com comodidade e segurança, em pontos de coleta localizados próximos às propriedades rurais. E a partir do dia 30 de novembro, o programa percorre o litoral gaúcho e catarinense, com programação em 41 municípios até o dia 15 de janeiro de 2021.
A coleta itinerante do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos encerrou a agenda no Sul do Rio Grande do Sul e, após uma breve pausa, reinicia as atividades no noroeste gaúcho. Entre 9 e 26 de novembro, produtores de tabaco de 71 municípios da região poderão realizar a devolução das embalagens tríplice lavadas com comodidade e segurança, em pontos de coleta localizados próximos às propriedades rurais. E a partir do dia 30 de novembro, o programa percorre o litoral gaúcho e catarinense, com programação em 41 municípios até o dia 15 de janeiro de 2021.
O Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos foi criado no ano 2000, antecedendo a regulamentação da legislação sobre o tema. Desenvolvido de forma itinerante pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e empresas associadas, com o apoio da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), atualmente, o programa percorre dez roteiros distintos que abrangem todas as regiões produtoras de tabaco gaúchas e catarinenses. Em 20 anos de atuação já foram mais de 17 milhões de embalagens corretamente destinadas.
No momento da entrega, os produtores recebem comprovantes para apresentação aos órgãos ambientais, atendendo aos preceitos estabelecidos decreto 4.074/2002. "Além do cumprimento da legislação, o programa é um investimento das empresas associadas ao SindiTabaco em direção à preservação da saúde e segurança dos produtores e à proteção ambiental, objetivos prioritários do programa", afirma o coordenador Carlos Sehn.
Atualmente, 117 mil produtores de tabaco do Rio Grande do Sul e Santa Catarina são atendidos pela coleta itinerante que percorre 411 municípios e cerca de 1,8 mil pontos de recebimento no meio rural nos dois Estados. No Paraná, iniciativas semelhantes realizadas pelas centrais locais são apoiadas pelas empresas associadas ao SindiTabaco.
 

Municípios atendidos

RIO GRANDE DO SUL

Alecrim, Alegria, Alpestre, Ametista do Sul, Áurea, Barão de Cotegipe, Barra do Rio Azul, Benjamim Constant, Boa Vista das Missões, Boa Vista do Buricá, Bom Progresso, Braga, Caiçara, Carlos Gomes, Centenário, Cerro Grande, Constantina, Crissiumal, Derrubadas, Dois Irmãos das Missões, Doutor Maurício Cardoso, Entre Rios do Sul, Erval Grande, Erval Seco, Esperança do Sul, Frederico Westphalen, Gaurama, Getúlio Vargas, Horizontina, Humaitá, Independência, Iraí, Itatiba do Sul, Jaboticaba, Liberato Salzano,

Marcelino Ramos, Mariano Moro, Miraguaí, Nonoai, Novo Machado, Novo Tiradentes, Paim Filho, Palmitinho, Pinhal, Pinheirinho do Vale, Planalto, Porto Lucena, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Rio dos Índios, Rodeio Bonito, Rondinha, Sananduva, São João da Urtiga, São Paulo das Missões, Seberi, Sede Nova, Sertão, Severiano de Almeida, Taquaruçu do Sul, Tenente Portela, Tiradentes do Sul, Três Arroios, Três de Maio, Três Passos, Trindade do Sul, Tucunduva, Tuparendi, Viadutos, Vicente Dutra e Vista Alegre.

SANTA CATARINA

Anitápolis, Araranguá, Armazém, Balneário Gaivota, Braço do Norte, Caraá, Cocal do Sul, Criciúma, Ermo, Forquilhinha, Grão Pará, Içara, Imaruí, Jacinto Machado, Jaguaruna, Lauro Müller, Mampituba, Maquiné, Maracajá, Meleiro, Morro da Fumaça, Morro Grande, Nova Veneza, Orleans, Pedras Grandes, Praia Grande, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima, Santa Rosa do Sul, Santo Antônio da Patrulha, São Bonifácio, São João do Sul, São Ludgero, São Martinho, Sombrio, Terra de Areia, Timbé do Sul, Treze de Maio, Tubarão, Turvo e Urussanga.

Comentários CORRIGIR TEXTO