Porto Alegre, segunda-feira, 05 de outubro de 2020.
Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. Feriado nos estados do Amapá, Roraima e Tocantins.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 05 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

- Publicada em 00h01min, 05/10/2020. Atualizada em 07h13min, 05/10/2020.

Vitória Judicial Gera Otimismo no Setor Atacadista

O Sindiatacadistas está realizando uma série de eventos online a fim de esclarecer às empresas do setor os procedimentos necessários para que cada uma possa obter o referido benefício tributário com a segurança necessária.

O Sindiatacadistas está realizando uma série de eventos online a fim de esclarecer às empresas do setor os procedimentos necessários para que cada uma possa obter o referido benefício tributário com a segurança necessária.


Arquivo Pessoal/Divulgação
As empresas atacadistas do Estado do Rio Grande do Sul estão comemorando a recente notícia obtida pelo encerramento de disputa judicial tributária que durava aproximadamente sete anos.
As empresas atacadistas do Estado do Rio Grande do Sul estão comemorando a recente notícia obtida pelo encerramento de disputa judicial tributária que durava aproximadamente sete anos.
Em meados do ano de 2014, o Sindicato Atacadista do Estado do RS (Sindiatacadistas/RS) ajuizou ação judicial visando à exclusão do ICMS da base de cálculo de PIS/COFINS a fim de beneficiar as empresas distribuidoras, atacadistas e varejistas do setor.
Segundo o advogado tributarista Rafael Pandolfo, sócio do escritório que patrocinou a causa “a decisão judicial obtida em favor do Sindicato decorreu de uma longa e difícil batalha”. O advogado, que atuou no caso diretamente nas Cortes Superiores, exalta a iniciativa do Sindiatacadistas: “a iniciativa é um ato de cidadania fiscal que retrata a importância do Sindicato, também no campo tributário. Sua dimensão econômica é potencializada pelo contexto atual, gerado pela pandemia”.
A decisão poderá gerar economia tributária, já no exercício de 2020, de aproximadamente 70% no pagamento dos tributos federais. Esses recursos serão revertidos em novos investimentos e na manutenção de empregos.
O advogado Rafael Santos Borin, sócio do mesmo escritório, salienta que a decisão obtida encerra um ciclo de cobranças indevidas por parte do Governo Federal, que cobrava, em média “18% a mais”, desses tributos das empresas atacadistas.
O Sindiatacadistas está realizando uma série de eventos online a fim de esclarecer às empresas do setor os procedimentos necessários para que cada uma possa obter o referido benefício tributário com a segurança necessária.
O Presidente do Sindiatacadistas/RS, Sr. Zildo De Marchi, comemora a decisão e diz que “a mesma é uma injeção de ânimo e otimismo no setor e não poderia ter ocorrido num momento melhor”.
Comentários CORRIGIR TEXTO