Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 29/11/2019. Alterada em 29/11 às 03h00min

Black Friday testa eficiência logística do e-commerce

Tradicional nos EUA, dia anual de promoções no Brasil ocorreu pela primeira vez no ano de 2010

Tradicional nos EUA, dia anual de promoções no Brasil ocorreu pela primeira vez no ano de 2010


MARIANA CARLESSO/arquivo/JC
As vendas realizadas pelo e-commerce nesta sexta-feira, dia 29, durante a Black Friday, serão um grande teste para a eficiência logística das lojas virtuais. Na teoria, o setor preparou os estoques para entregar mais rápido e melhor, já que a maior liquidação do comércio movimenta praticamente todos os grandes centros de distribuição do País. De acordo com Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty, desenvolvedora e administradora de ativos imobiliários no setor de infraestrutura logística, quanto antes todos se prepararem para cumprir as metas, mais eficiente será a operação.
As vendas realizadas pelo e-commerce nesta sexta-feira, dia 29, durante a Black Friday, serão um grande teste para a eficiência logística das lojas virtuais. Na teoria, o setor preparou os estoques para entregar mais rápido e melhor, já que a maior liquidação do comércio movimenta praticamente todos os grandes centros de distribuição do País. De acordo com Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty, desenvolvedora e administradora de ativos imobiliários no setor de infraestrutura logística, quanto antes todos se prepararem para cumprir as metas, mais eficiente será a operação.
O problema é que, no Brasil, apenas 34% dos galpões logísticos de São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores polos, estão localizados em um raio de até 30 quilômetros das capitais, o que permite as entregas ultrarrápidas, de acordo com o mais recente levantamento da consultoria NAI Brazil. Para Demeterco, esse número é baixo para atender a demanda do e-commerce, mas utilizar centros de distribuição variados é uma solução.
"Ao trabalhar com e-commerce, o operador vai entregar para as mais diversas partes do País. É fundamental usar sistemas de logística que operem em centros de distribuição variados e de fácil acesso. Centros logísticos como o Mega, da Capital Realty, estão localizados estrategicamente em regiões que não ficam apenas no RJ ou SP, o que permite entregas ultra rápidas a diversas outras localizações do País, além de possibilitar sistemas de cross-docking, que fazem a redistribuição rápida das mercadorias e estão posicionados próximos a rodovias que dão acesso ao Brasil inteiro", explica.
De acordo com levantamentos realizados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e pela consultoria Ebit/Nielsen, a expectativa para a Black Friday de 2019 no e-commerce é de faturamento acima de R$ 3 bilhões, com aumento de 18% em relação ao ano passado.
Ainda de acordo com Demeterco, por ser uma grande operação, a Black Friday coloca em estresse toda as partes das operações de logística de um e-commerce. "É uma oportunidade de aumento de vendas, mas traz uma grande necessidade de esforço e planejamento. Investimento em espaços adequados para a capacidade das vendas permite um ganho inestimável. Quanto mais rápida e eficiente for a sua entrega, maior será a credibilidade do negócio", afirma.
Para Samantha Schwarz, gerente de e-commerce da Infracommerce, não existe receita de bolo para o sucesso. "Fazer um passo a passo para a Black Friday é um mito. Cada empresa possui suas particularidades e deve, primeiramente, reconhecer a necessidade de seus consumidores.
leia mais notícias de Logística
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia