Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de março de 2019.
Dia Internacional da Mulher.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Edição impressa de 08/03/2019. Alterada em 08/03 às 01h00min

Investimentos estrangeiros diretos crescem no Brasil

Maior parte dos recursos teve como destino o setor de serviços, entre eles o transporte

Maior parte dos recursos teve como destino o setor de serviços, entre eles o transporte


/EVARISTO SA/AFP/JC
Levantamento da Confederação Nacional do Transporte (CNT), com base em dados do Banco Central do Brasil, mostra que o investimento estrangeiro direto no Brasil está crescendo. Investimentos estrangeiros diretos são os aportes vindos do exterior que são aplicados na estrutura produtiva do País, a fim de colaborar com a expansão de sua capacidade. Em 2018, o montante de recursos somou US$ 88,31 bilhões, 25,7% mais do que em 2017. E há uma tendência de crescimento que se observa desde 2015.
A maior parcela desses recursos (US$ 20,81 bilhões) teve como destino atividades econômicas do setor de serviços, dentre as quais está o transporte. O segmento recebeu R$ 3,02 bilhões. Esse valor é 5,7% mais do que o ingresso bruto médio anual de investimento direto para o segmento registrado no período de 2010 a 2017.
Os dados integram a nova edição do Conjuntura do Transporte, divulgado pela CNT no mês passado. O boletim analisa a expansão dos investimentos estrangeiros diretos no Brasil - com informações do Banco Central, da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) e da Rede Nacional de Informações sobre Investimentos (Renai) - e destaca que o País representa uma oportunidade a investidores, especialmente pela necessidade de desenvolvimento da infraestrutura de transporte e da insuficiência de recursos públicos para que sejam realizadas as intervenções necessárias.
"Os valores aportados", informa o boletim, "podem financiar, além da atividade das empresas que prestam esse tipo de serviço, a construção de novas estruturas e melhorias da infraestrutura existente. Nesse sentido, o investimento estrangeiro direto nesse setor visa fomentar a qualidade do serviço prestado e aumentar a oferta do transporte no Brasil, contribuindo para o seu bom desempenho".
De acordo com a CNT, a participação de capital privado internacional é amplamente aceita pelas empresas transportadoras. Conforme levantado pela Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador 2018, 82,8% dos transportadores entrevistados concordam com o uso de recursos privados estrangeiros na oferta de infraestrutura de transporte.
leia mais notícias de Logística
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia