Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de fevereiro de 2019.
Dia do Publicitário.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Aviação

Edição impressa de 01/02/2019. Alterada em 01/02 às 01h00min

Aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018

As empresas aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em voos domésticos e internacionais no ano passado. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), esse número representa aumento de 4,1% em relação ao ano anterior. Os dados fazem parte do relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo.
Segundo a agência reguladora, a elevação no mercado doméstico em 2018 foi de 3,3% ante o ano anterior. Nesse mercado, as empresas brasileiras, juntas, transportaram 93,6 milhões de passageiros, contra 90,6 milhões no ano anterior. Esse foi o maior resultado do indicador nos últimos três anos.
O relatório mostra também que as aéreas brasileiras transportaram um número maior de passageiros no mercado internacional em 2018, aumentando esse índice em 11,9% em relação ao ano anterior, registrando um total de 9,4 milhões de passageiros.
A demanda e a oferta de voos no mercado doméstico registraram expansão no acumulado de 2018 em relação aos anos anteriores. No ano passado, a demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados, RPK) registrou aumento de 4,4%, comparada com janeiro a dezembro de 2017. A oferta cresceu 4,6% em igual período, maior variação dos últimos sete anos.
Em dezembro do ano passado, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a demanda e a oferta cresceram 4,1% e 2,7%, respectivamente. No mês, foram transportados 8,6 milhões de passageiros pagos. O número foi 3,2% maior do que o índice apresentado em 2017.
O transporte de carga e o correio também apresentaram números positivos no acumulado de 2018 em comparação com os últimos anos. No ano passado, as empresas transportaram 470,9 mil toneladas, crescimento de 10,5% em relação a igual período do ano anterior. A variação apresentada foi a maior dos últimos sete anos.
No acumulado de janeiro a dezembro, a demanda internacional das empresas brasileiras cresceu 16,6% em termos de RPK. Em dezembro de 2018, a demanda teve aumento de 21,6%, enquanto a oferta cresceu 21,1%. No mês, foram transportados 875 mil passageiros pagos em voos internacionais, maior nível registrado da série histórica.
Assim como no mercado interno, o transporte de carga e correio também apresentou crescimento no acumulado do ano em comparação com períodos anteriores. A carga total transportada em voos internacionais pelas empresas brasileiras foi de 281,7 mil toneladas, o maior nível para o indicador desde o início da série histórica, iniciada em 2000. Na comparação com 2017, o índice teve variação positiva de 24,4%.
Em dezembro do ano passado, foram transportadas 23 mil toneladas, volume 0,9% menor do que o transportado no mesmo período do ano anterior.
 

Estatísticas de voos para mercado internacional voltam a bater recordes

Ano passado fechou em alta de 16,45% frente ao período anterior

Ano passado fechou em alta de 16,45% frente ao período anterior


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
As estatísticas de demanda, oferta e volume de passageiros transportados em voos internacionais por aéreas brasileiras atingiram novos patamares históricos no ano passado, mantendo a tendência de melhora observada já em 2017. Segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne dados de Avianca, Azul, Latam e Gol - 30% do mercado internacional -, a demanda (RPK) avançou 20,50% em dezembro na comparação anual, fechando 2018 com alta de 16,45% frente ao registrado um ano antes.
A oferta internacional (ASK), por sua vez, cresceu 20,06% em dezembro e 19,70% em 2018. Com esses resultados, a taxa de ocupação dos voos mostrou leve aumento no último mês, para 83,23% ( 0,31 ponto percentual), mas recuou no acumulado do ano ante 2017, para 82,48% (-2,3 p.p.).
Ao todo, foram transportados 9,3 milhões de passageiros entre o Brasil e o exterior em 2018, volume 11,79% maior do que o verificado um ano antes. No conjunto das empresas brasileiras que operam rotas internacionais, a Latam respondeu por 68,47%, seguida por Azul (14,61%), Gol (9,64%) e Avianca (7,28%).
 
leia mais notícias de Logística
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia