Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios

- Publicada em 15h17min, 28/07/2020.

Philip Morris apresenta documento que destaca ações na região Sul do Brasil

PMI foca recursos no desenvolvimento, testes científicos e comercialização de produtos sem fumaça

PMI foca recursos no desenvolvimento, testes científicos e comercialização de produtos sem fumaça


/PHILIP MORRIS BRASIL/DIVULGAÇÃO/JC
A Philip Morris International (PMI) acaba de publicar o seu primeiro Relatório Integrado, uma visão abrangente dos progressos da empresa em Meio Ambiente, Social e Governança (ESG, na sigla em inglês) e de sua transformação de negócio. As metas incluem possibilitar que mais de 40 milhões de adultos fumantes que continuariam a fumar façam a transição para os seus produtos de risco reduzido até 2025.
A Philip Morris International (PMI) acaba de publicar o seu primeiro Relatório Integrado, uma visão abrangente dos progressos da empresa em Meio Ambiente, Social e Governança (ESG, na sigla em inglês) e de sua transformação de negócio. As metas incluem possibilitar que mais de 40 milhões de adultos fumantes que continuariam a fumar façam a transição para os seus produtos de risco reduzido até 2025.
A operação brasileira é um dos destaques no documento, com as ações de combate ao trabalho infantil nas lavouras de tabaco, através do apoio ao Instituto Crescer Legal - promovido pelo Sinditabaco - e a atuação de seus orientadores e técnicos junto às famílias de pequenos produtores. Também são relatados os resultados de programas de educação, como as bolsas de estudos das Escolas Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (RS) e do Vale do Sol e o programa de inclusão digital em escolas rurais, que já beneficiou mais de 2 mil crianças e jovens desde 2016. Por fim, são descritos os resultados do Programa de Boas Práticas Agrícolas e do Campo, que levam orientações sobre preservação ambiental e segurança, entre outras, a milhares de produtores.
O Relatório Integrado PMI 2019 demonstra o papel da estratégia organizacional, de governança e desempenho na criação de valor a curto, médio e longo prazos. O relatório também descreve como a empresa está trabalhando para reduzir as externalidades associadas ao consumo de cigarros, através da sua substituição por alternativas de risco reduzido cientificamente comprovadas.
A evolução da PMI dos relatórios de sustentabilidade para relatórios integrados ajuda os investidores a fazerem a ligação entre as iniciativas de sustentabilidade centradas no produto, que estão no centro da estratégia ESG, e o desempenho financeiro ao longo do tempo. "A clareza de objetivos é essencial para o alinhamento interno de qualquer empresa. Desde que anunciamos o nosso compromisso de construir um futuro sem fumaça em 2016, fizemos progressos significativos em termos de capacidades organizacionais, integração da sustentabilidade em todos os aspectos da nossa transformação, e do nosso negócio", disse André Calantzopoulos, diretor executivo da PMI.
O Relatório Integrado de 2019 demonstra como a PMI concentra seus recursos no desenvolvimento, testes científicos e comercialização responsável de produtos sem fumaça que são uma melhor opção do que continuar fumando, com o objetivo de substituir totalmente os cigarros o mais rapidamente possível. A empresa acredita que, com o devido incentivo regulatório e apoio da sociedade civil, as vendas de cigarros podem terminar dentro de 10 a 15 anos em muitos países.
Em 2016, a PMI introduziu um conjunto de Indicadores Chave de Desempenho (KPIs, na sigla em inglês), denominados Métricas de Transformação Empresarial, para medir e verificar de forma transparente o seu progresso em direção a um mundo sem cigarros. Em 2019, a empresa continuou expandindo esse conjunto de métricas.
Comentários CORRIGIR TEXTO