Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Edição impressa de 05/02/2020. Alterada em 05/02 às 03h00min

Contabilidade avançada

Contabilidade Avançada em IFRS e CPC - Resenha Contabilidade

Contabilidade Avançada em IFRS e CPC - Resenha Contabilidade


/Reprodução/JC
A internacionalização da contabilidade está inserida no contexto da globalização da economia mundial, em termos principalmente da livre movimentação de recursos e diminuição de barreiras comerciais entre as nações. Nesse sentido, ações foram e estão sendo desenvolvidas com o objetivo de harmonizar as normas contábeis, de forma que transações idênticas tenham impactos iguais nas contas patrimoniais e de resultado das entidades, independentemente dos países onde estejam localizados.
A internacionalização da contabilidade está inserida no contexto da globalização da economia mundial, em termos principalmente da livre movimentação de recursos e diminuição de barreiras comerciais entre as nações. Nesse sentido, ações foram e estão sendo desenvolvidas com o objetivo de harmonizar as normas contábeis, de forma que transações idênticas tenham impactos iguais nas contas patrimoniais e de resultado das entidades, independentemente dos países onde estejam localizados.
As IFRS emitidas pelo Conselho de Normas Contábeis Internacionais representam a prática contábil escolhida para essa harmonização em termos mundiais. No Brasil, as normas contábeis são emitidas pelo CPC - Comitê de Pronunciamentos Técnicos. Essas normas são adotadas pelo Conselho Federal de Contabilidade e pelos órgãos reguladores, o que torna a sua aplicação obrigatória para praticamente todas as entidades no Brasil, independentemente se as entidades são de capital fechado ou capital aberto, ou constituídas na forma de sociedades limitadas. Uma exceção a essa regra é que o Banco Central do Brasil ainda não determinou que as instituições financeiras apliquem todas as normas do CPC na escrituração mercantil.
Diante desse cenário, e considerando a falta de material técnico especializado e completo no mercado, o autor acordou com a editora GEN/Atlas em escrever um conjunto de livros de contabilidade em IFRS/CPC, abordando os temas das normas internacionais de contabilidade. O livro se propõe a ser uma contribuição para material de apoio dos professores e para facilitar o entendimento dessas normas.
"Contabilidade Avançada em IFRS e CPC" apresenta mais de 290 exemplos, exercícios e resoluções, dentro dos padrões das Normas Internacionais de Contabilidade e do Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Marcelo Cavalcanti Almeida trata da combinação de negócios, da consolidação, da incorporação, da fusão, da cisão, das demonstrações combinadas, das informações financeiras Pro Forma e oferece notas explicativas.
Contabilidade avançada em IFRS e CPC; Marcelo Cavalcanti Almeida; Editora Atlas; 328 páginas; R$ 110,00; disponível em versão digital.
leia mais notícias de Contabilidade
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia