Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de maio de 2019.
Dia Internacional contra a Homofobia. Dia Mundial da Internet.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Edição impressa de 22/08/2018. Alterada em 22/08 às 01h00min

Disrupção contábil

Ana Tércia Lopes Rodrigues, presidente do CRCRS

Ana Tércia Lopes Rodrigues, presidente do CRCRS


CRCRS/DIVULGAÇÃO/JC
Ana Tércia Lopes Rodrigues
Eis que, novamente, nos encontramos no limiar de mais uma Convenção de Contabilidade do Rio Grande do Sul, a 17ª da nossa história, prevista para ocorrer de 14 a 16 de agosto de 2019. Estamos a exatos 12 meses do evento, e há que se trabalhar muito para que possamos repetir o sucesso das edições anteriores. Surge o primeiro desafio, que é a definição temática da convenção.
Sem titubear, olhamos o mercado e percebemos que nada é tão desafiador para a profissão contábil, neste momento, quanto a disrupção digital. Amada por uns, ameaçadora para outros, o fato é que o caminho é sem volta. Via de mão única sobre a qual precisamos traçar nossas metas de futuro e expectativas de sobrevivermos em um mercado cada vez mais competitivo, mas que, ao mesmo tempo e paradoxalmente, apresenta soluções que ajudam a redefinir custos, repensar processos, readequar estruturas por meio de estratégias de compartilhamento, plataformas integradas e uso de Inteligência Artificial.
Mas se a máquina conseguirá desempenhar tarefas complexas, qual será, então, o nosso papel na execução operacional e na relação com os clientes? Exatamente a função que foi negligenciada por muitos, ao longo do tempo, por estarem os contadores muito ocupados em tarefas rotineiras, de baixo valor agregado e que consumiam o tempo que deveria estar sendo utilizado para solucionar problemas dos clientes.
Acredito que a remuneração de um profissional está diretamente relacionada à sua capacidade de inspirar confiança e solucionar problemas. Estamos, portanto, diante do grande desafio de nossas vidas: reposicionar a imagem do profissional de Contabilidade aos olhos do empresariado. Se a burocracia e o trabalho repetitivo nos caracterizavam, temos, diante de nós, a oportunidade de fazer a revolução cultural necessária. É importante que o profissional contábil entenda, de uma vez por todas, a sua missão para que os clientes, os empresários e a sociedade passem a enxergar o verdadeiro potencial da Contabilidade, que é indicar tendências, prever e projetar cenários, simular, orientar, gerir e controlar os negócios e o seu processo decisório.
Essa, sim, é a essência da Contabilidade Gerencial. Estamos na vanguarda das mudanças no ambiente empresarial, não vamos abrir mão de clientes em função do tamanho, temos potencial para ajudá-los a crescer, como fazem as incubadoras de negócios. Vamos popularizar nossa profissão, prover soluções para todos os segmentos e portes de empresas, inclusive pessoas físicas. Só assim seremos merecedores da confiança dos empreendedores e de quem procura um contador para fazer mais do que a contabilidade da sua empresa, mas também para oferecer soluções econômicas, financeiras, patrimoniais e de orientação para os negócios.
A XVII Convenção de Contabilidade vai propor discussões e simulações sobre o futuro que nos aguarda e sobre como nós, profissionais da Contabilidade, podemos ser tão disruptivos quantos forem os desafios que vamos ter que encarar. Sem medo, bem equipados, com conhecimento, domínio tecnológico e vontade de liderar a transformação.
Mudanças e novidades não faltam no nosso cotidiano. Portanto, é importante a participação de profissionais e estudantes no maior evento da classe contábil gaúcha, que reserva surpresas e promete ser inusitado.
Já estamos trabalhando forte para apresentar aos participantes uma programação de qualidade, que atenda a todos os segmentos da Contabilidade e que provoque reflexões sobre o futuro e as perspectivas da profissão contábil.
Avante, colegas! Rumo à XVII Convenção de Contabilidade do Rio Grande do Sul, de 14 a 16 de agosto de 2019. Bento Gonçalves nos aguarda, acolhedora, para mais uma imersão no universo da Contabilidade e seus desafios tecnológicos.
Presidente do Conselho regional de contabilidade do rio grande do sul (CRCRS)
leia mais notícias de Contabilidade
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Michael de Castro da Silva Rosa 17/05/2019 13h12min
Mercado contábil era tudo registrado por livros e hoje com toda essa era digital , se profissional não se atualizar com especialização digital, dificilmente vai ser colocar no mercado de trabalho.