Porto Alegre, segunda-feira, 09 de maio de 2022.
Porto Alegre,
segunda-feira, 09 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Leitura

- Publicada em 09/05/2022 às 03h00min.

Financeiro

economia de empresas - livros

economia de empresas - livros


/EDITORA DIALÉTICA/DIVULGAÇÃO/JC
Leonardo Machado

Hugo Garbe, no livro "Economia de empresas", reúne os principais tópicos que condizem com as decisões que executivos financeiros (ou não) têm de tomar no dia a dia.

Hugo Garbe, no livro "Economia de empresas", reúne os principais tópicos que condizem com as decisões que executivos financeiros (ou não) têm de tomar no dia a dia.

Os últimos dez anos representaram uma mudança significativa no ambiente corporativo. Com estratégias mais agressivas e tecnologias que exercem influência direta nos resultados dos negócios, a tomada de decisões nesse cenário ganhou mais velocidade. As finanças corporativas compõem técnicas de controle de riscos, medidas de desempenho, planejamento de investimentos e aquisições, entre outros importantes fatores. Não dominar os aspectos básicos em termos financeiros pode significar uma estagnação de carreira para muitos.

No ambiente de negócios brasileiro, segundo Garbe, ter um cliente inadimplente pode significar uma grande perda financeira. Logo, o autor discute no terceiro capítulo os aspectos essenciais de análise de risco e crédito, mas com um diferencial: ele aborda características e ferramentas utilizadas no Brasil, as quais são geralmente esquecidas em manuais traduzidos.

Este livro foi escrito pensando nos executivos que precisam de consulta prática e rápida para tomada de decisões. Ao contrário de livros acadêmicos, muitas vezes carregados de detalhes não utilizáveis na rotina da maioria dos profissionais, o autor pontua aspectos essenciais concernentes às finanças corporativas.

Economia da Empresa; Hugo Garbe; Editora Dialética; 102 páginas; R$ 44,90; disponível em versão digital.

Trabalhadores

economia gig - livro
economia gig - livro
/EDITORA SENAC SP/DIVULGAÇÃO/JC

Dos taxistas aos entregadores de pizza e desempregados, todos temos consciência das enormes mudanças que a tecnologia está provocando em nossas vidas, como trabalhadores, consumidores e cidadãos. No livro "Economia GIG: uma abordagem crítica", os professores da Universidade de Oxford Jamie Woodcock e Mark Graham nos trazem uma visão abrangente desse assunto tão atual.

Com base em anos de pesquisa acadêmica, depoimentos de trabalhadores e análise das principais tendências e debates, eles nos explicam o que é a economia gig, com especial atenção ao trabalho intermediado por plataformas tecnológicas. Mais além dos serviços inovadores e da criação de empregos para milhões de pessoas, essa economia baseada em um trabalho efêmero e sem vínculo empregatício permite que empresas e governos lucrem, enquanto transferem riscos e responsabilidades para os trabalhadores que formam a base dessa mesma economia.

Diante desse contexto, os autores discutem como criar um trabalho por plataforma mais justo a todos, propondo inclusive uma convenção para esse tipo de atividade, a fim de resguardar direitos e regulamentar as atividades laborais desenvolvidas. O Senac São Paulo visa promover reflexão sobre o futuro do trabalho e as relações hoje estabelecidas entre plataformas digitais, prestadores de serviço e consumidores.

Economia GIG: uma abordagem crítica; Jamie Woodcock e Mark Graham; Senac São Paulo; 204 páginas; R$ 55,00; disponível em versão digital.

Sustentabilidade

Capitalismo consciente - livro
Capitalismo consciente - livro
/ALTA BOOKS/DIVULGAÇÃO/JC

Escrito pelos criadores do movimento Capitalismo Consciente, John Mackey, um dos fundadores do Whole Foods Market e Raj Sisodia, professor de marketing da Universidade de Bentley, o livro Capitalismo Consciente - Como Libertar o Espírito Heroico dos Negócios explica como Google, Southwest Airlines, Patagonia, entre outras empresas, têm criado valor não apenas para si mesmas, mas para o seu entorno, aplicando os princípios do Capitalismo Consciente.

O movimento global, que deu origem à publicação, atua para incentivar, inspirar e ajudar negócios a adotarem práticas que visem não só o lucro, mas a geração de valor para todas as partes interessadas. Assim, as empresas podem construir estruturas sólidas e lucrativas, ao mesmo tempo em que incentivam um futuro mais sustentável, inovador e humano, a partir de uma nova abordagem do capitalismo. A iniciativa foi criada nos Estados Unidos e está presente também no Rio Grande do Sul, através da Filial Regional do Instituto Capitalismo Consciente Brasil.

Utilizando exemplos, os autores falam sobre práticas mais conscientes e sustentáveis e defendem uma redefinição do sistema econômico atual como conhecemos, mostrando que as empresas devem ter não apenas lucro, mas um propósito maior. O livro oferece uma interessante visão de uma alternativa ao capitalismo tradicional e nos mostra um caminho para a nova economia.

Capitalismo Consciente - Como Libertar o Espírito Heroico dos Negócios; John Mackey e Raj Sisodia; Alta Books; 348 páginas; R$ 79,90; disponível em versão digital.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO