Porto Alegre, segunda-feira, 03 de janeiro de 2022.
Porto Alegre,
segunda-feira, 03 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Responsabilidade Social

- Publicada em 03/01/2022 às 03h00min.

Aldeia da Fraternidade ajuda o fortalecimento de potencialidades das crianças

Escola da Aldeia é a primeira instituição comunitária a receber a Metodologia Lumiar

Escola da Aldeia é a primeira instituição comunitária a receber a Metodologia Lumiar


Aldeia da Fraternidade/DIVULGAÇÃO/JC
Leonardo Machado
Fundada em 1963, a Aldeia da Fraternidade foi inicialmente idealizada como um espaço de acolhimento de crianças abandonadas ou que haviam perdido a família. Ao longo dos anos, com as mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a organização foi se transformando conforme as necessidades das famílias e perdendo seu caráter de abrigo. Hoje, a Aldeia trabalha com educação para desenvolver a potencialidades de jovens em situação de vulnerabilidade social.
Fundada em 1963, a Aldeia da Fraternidade foi inicialmente idealizada como um espaço de acolhimento de crianças abandonadas ou que haviam perdido a família. Ao longo dos anos, com as mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a organização foi se transformando conforme as necessidades das famílias e perdendo seu caráter de abrigo. Hoje, a Aldeia trabalha com educação para desenvolver a potencialidades de jovens em situação de vulnerabilidade social.
Atualmente, a ONG atende mais de 400 jovens, de 04 meses a 18 anos, em turno integral ou em contraturno, dependendo da faixa etária. Nos seus 58 anos de existência, a Aldeia proporcionou mais de 10 mil atendimentos. Além disso, a ONG também oferece suporte às famílias e à comunidade local através da Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC) e o Serviço de Atendimento às Famílias (SAF).
Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (SMED), a Aldeia atua na Escola Comunitária de Educação Infantil Amigo Spinelli. Lá, crianças de até 6 anos são atendidas em turno integral, de segunda a sexta. A instituição oferece atividades divididas nos eixos Cultura e Arte, Esporte e Lazer, Educação para Sustentabilidade, no intuito de transformar de forma positiva a maneira que os estudantes encaram a si mesmo, o meio ambiente e a comunidade.
Assim, do desejo dos familiares das crianças que terminavam os estudos no Amigo Spinelli e gostariam de continuar na Aldeia junto com a oportunidade de oferecer uma educação inovadora que, no primeiro semestre de 2019, foi inaugurada a primeira escola comunitária com Metodologia Lumiar, a Escola Comunitária de Educação Básica Aldeia Lumiar.
Localizada aos pés do Morro do Osso, área de preservação ambiental no bairro Tristeza, zona sul de Porto Alegre, a Aldeia Lumiar foi reconhecida pela Unesco como uma das escolas mais inovadoras do mundo. "A Aldeia tem algo que poucas escolas têm: um espaço enorme verde e super arborizado onde as crianças podem correr livremente e fazer o seu brincar", ilustra Claudia Nahra, diretora executiva da Aldeia da Fraternidade.
A escola oferece oficinas de arte-educação, isto é, aulas de percussão, teclado, contrabaixo, violão e outros instrumentos. Na parte esportiva, eles veem no ensino de jiu-jitsu uma boa forma dos estudantes aprenderem novas habilidades. O projeto pedagógico da Aldeia Lumiar visa a construção da autonomia dos estudantes para que possam agir no mundo de forma livre e autoral. A proposta é viabilizada por meio do Currículo em Mosaico - ferramenta permite que conteúdos curriculares sejam trabalhados de forma a validar os interesses de cada estudante. "A aldeia dá oportunidades para que as crianças façam essa transformação com elas e isso reverbera nas famílias também", explica Nahra.
Na prática, isso se traduz em transformar o papel do professor, que passa de detentor do conhecimento a tutor, figura central que acompanha o desenvolvimento.

Aldeia Lumiar arrecada recursos para expansão

Quando iniciou a pandemia, a Aldeia estava muito focada em como oferecer educação de forma remota. Entretanto, eles se viram num dilema: não adiantava pensar apenas na educação se as famílias não iam ter como manter a alimentação das crianças. "Aqui na aldeia, na educação infantil, eles fazem as quatro refeições: café da manhã, almoço e café da tarde e janta. Em casa o tempo todo, como isso ia se dar?", indaga Claudia Nahra, diretora executiva da Aldeia da Fraternidade.

Segundo os dados da instituição, antes da pandemia, eram servidas mais de 20 mil refeições por mês. Então, nesses últimos 2 anos, os esforços da Aldeia foram voltados à assistência social.

A Aldeia da Lumiar está arrecadando recursos para a 1º etapa da expansão da Aldeia Lumiar -A reforma em uma das edificações, que já existe na instituição, abrigará o futuro Lab Aldeia Lumiar, iniciativa que visa qualificar a oferta de educação inovadora, implementando um laboratório de mídias, pesquisa e ensino. Qualquer pessoa ou empresa pode doar. O endereço do site é: https://doeonline.org/fraternidade/campanha/labaldeialumiar

Além disso, uma outra estratégia para arrecadar fundos é o Bazar da Aldeia, localizado na avenida Wenceslau Escobar, 2683, Bairro Tristeza. Coordenada por uma equipe de voluntários,  comercializam produtos novos e seminovos, adquiridos por meio de pessoas físicas e empresas. Todos os valores referentes às vendas são revertidos integralmente para os projetos da instituição.

Outra forma de contribuir com a Aldeia é através da doação de alimentos e bens materiais. A entrega pode ser realizada de segunda a sexta, das 8h às 17h30, na sede da instituição, que fica na Dona Paulina, 700, bairro Tristeza.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO