Porto Alegre, segunda-feira, 27 de dezembro de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 27 de dezembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Responsabilidade Social

- Publicada em 27/12/2021 às 03h00min.

Pequena Casa da Criança completa 65 anos de atividades

Além das atividades educacionais, instituição realiza ações de lazer para no contraturno escolar

Além das atividades educacionais, instituição realiza ações de lazer para no contraturno escolar


/Divulgação Pequena Casa da Criança
Mathias Boni
A Pequena Casa da Criança é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, que realiza atividades de caráter educacional e de assistência social junto a uma população em situação de extrema vulnerabilidade. A instituição foi fundada em 1956 pela Irmã Nely Capuzzo, da Congregação Missionárias de Jesus Crucificado, e desde 2002 é dirigida pela Irmã Pierina Lorenzoni. A casa, que em 2021 completou 65 anos de atividades, está localizada na Vila Maria da Conceição, no bairro Partenon, na zona leste de Porto Alegre. Economista de formação, Angela Bozzetto, atual gerente geral da instituição, deixou sua carreira em finanças para se dedicar à casa e trabalhar no terceiro setor.
A Pequena Casa da Criança é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, que realiza atividades de caráter educacional e de assistência social junto a uma população em situação de extrema vulnerabilidade. A instituição foi fundada em 1956 pela Irmã Nely Capuzzo, da Congregação Missionárias de Jesus Crucificado, e desde 2002 é dirigida pela Irmã Pierina Lorenzoni. A casa, que em 2021 completou 65 anos de atividades, está localizada na Vila Maria da Conceição, no bairro Partenon, na zona leste de Porto Alegre. Economista de formação, Angela Bozzetto, atual gerente geral da instituição, deixou sua carreira em finanças para se dedicar à casa e trabalhar no terceiro setor.
"Depois de começar a trabalhar aqui me apaixonei, pois o retorno que temos não é somente para benefício pessoal, o nosso trabalho acaba gerando também um retorno social, fazendo realmente a diferença na vida das pessoas. Hoje, além de ser muito apaixonada pela instituição, sou completamente realizada com o meu trabalho", comenta.
A instituição possui diversos serviços de educação e assistência social. Para crianças a partir dos quatro anos de idade, a Pequena Casa da Criança oferece cuidados na creche. Além disso, para atender crianças mais velhas, a casa possui uma escola, que vai até o quinto ano do ensino fundamental. Aos ainda mais velhos, a instituição disponibiliza serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, com atividades como oficinas de música, teatro, literatura, educação física, informática e mais. Neste serviço, há também uma turma que atende os idosos da região. A casa também busca facilitar o ingresso de jovens no mercado formal de trabalho, com a realização de cursos de jovem aprendiz, incluindo participantes de 14 a 23 anos. Por fim, a Pequena Casa da Criança também possui um programa chamado Ação Rua, que atende pessoas que moram ou trabalham na rua, incluindo crianças nessa condição.
"Temos hoje cerca de 800 assistidos diários na casa. Essa é uma média entre todos os nossos programas de atendimento, que incluem a creche, a nossa escola, os serviços de fortalecimento de vínculo, cursos de jovem aprendiz e a Ação Rua. Mas muitos dias atendemos ainda mais pessoas do que isso", explica Angela Bozzetto.
As atividades que a casa presta vão ainda além da educação. Aos atendidos, e também às famílias da comunidade, são oferecidos serviços como apoio psicológico e atendimentos dentários, além do oferecimento de aproximadamente 1.500 refeições por dia para todos os participantes dos programas da instituição. Na sede da casa, também há uma capela, que é aberta a todos.
"Durante todos esses nossos anos de existência, a casa procurou sempre qualificar e ampliar as suas atividades, para realmente tentar atender todas as principais demandas da comunidade. Por isso, hoje podemos falar que a casa oferece atividades de educação, saúde, assistência, espiritualidade e lazer", afirma Angela.
 

Doações e trabalho voluntário mantêm a casa funcionando

Todos os serviços são gratuitos ao público. Para manter a instituição funcionando, a casa se vale dos seus recursos próprios. Uma parte desses recursos é obtida através de parcerias com o poder público, mas as doações que a instituição recebe dos interessados em contribuir, além do trabalho voluntário de diversos profissionais de áreas diferentes, são fundamentais para que a Pequena Casa da Criança consiga realizar todos os seus programas sem nenhum prejuízo.

Para quem deseja contribuir com doações, ou mesmo se voluntariar para trabalhar, o melhor é acessar o site (https://pequenacasa.org.br/) para obter mais informações.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO