Porto Alegre, segunda-feira, 25 de janeiro de 2021.
Aniversário da cidade de São Paulo. Aniversário dos Correios e Telégrafos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 25 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Responsabilidade Social

- Publicada em 20h45min, 24/01/2021.

Solidariedade marca presença na Restinga

Desde março, instituição distribui cestas básicas e materiais pedagógicos para moradores da comunidade

Desde março, instituição distribui cestas básicas e materiais pedagógicos para moradores da comunidade


/Divulgação/Centro Social Pe. Pedro Leonardi
João Pedro Rodrigues
No momento em que o mundo enfrenta uma pandemia, a solidariedade se faz presente no Centro Social Padre Pedro Leonardi. Mesmo com as atividades presenciais suspensas devido à pandemia, a instituição que atende pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social não deixou de atender à comunidade da Restinga, em Porto Alegre, onde está localizada, e redobrou as ações de auxílio a crianças, jovens, adultos e idosos. “Nós tínhamos duas opções: fechar a entidade ou continuar atendendo, mas era a hora que a comunidade mais precisava”, comenta Claudionir Ceron, diretor do centro.
No momento em que o mundo enfrenta uma pandemia, a solidariedade se faz presente no Centro Social Padre Pedro Leonardi. Mesmo com as atividades presenciais suspensas devido à pandemia, a instituição que atende pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social não deixou de atender à comunidade da Restinga, em Porto Alegre, onde está localizada, e redobrou as ações de auxílio a crianças, jovens, adultos e idosos. “Nós tínhamos duas opções: fechar a entidade ou continuar atendendo, mas era a hora que a comunidade mais precisava”, comenta Claudionir Ceron, diretor do centro.
A entidade sem fins lucrativos oferece serviços e projetos que trabalham o resgate da cidadania e dignidade, além de promover a qualidade de vida. Pertencente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Restinga, Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre, o centro, normalmente, desenvolve atividades esportivas e educacionais para a população local, como aulas de taekwondo e capoeira, reforços de matemática e português, além de preparar jovens, dos 16 aos 18 anos, para o mercado de trabalho. Em função da pandemia, porém, este trabalho foi prejudicado.
Desde março, então, a instituição, com a ajuda da população e de empresas, tem distribuído doações para os moradores locais. Até dezembro do ano passado, foram entregues cerca 2,7 mil cestas básicas, 51,4 toneladas de alimentos não perecíveis e hortifrutigranjeiros, 971 kits do saber, com materiais pedagógicos para que os educandos se mantivessem conectados à entidade, e 17,8 mil marmitas do Projeto Prato Alegre, campanha que tem parceria com a Prefeitura. A iniciativa atendeu 2,1 mil famílias, beneficiando em torno de 4 mil pessoas.
“Devemos ser solidários com aqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social”, afirma Ceron. “Ninguém é tão pobre que não possa ajudar, seja com uma palavra amiga ou com qualquer doação, por menor que seja”, completa.
Antes da pandemia, as pessoas que desejavam contribuir eram convidadas a conhecer o projeto primeiro, um costume que, infelizmente, se tornou inviável no último ano. As visitas ao Centro Social Padre Pedro Leonardi tiveram de ser adiadas por questões de segurança. A ajuda, por outro lado, não pode ser. “Nós dizemos: ‘No momento, nos ajude, mas, quando abrir tudo, venha conhecer. A pessoa que colabora se torna parte do projeto”, comenta.
A fim de facilitar a conexão com a população, a instituição, com o novo conceito “Afastado do Centro, mas próximo de quem precisa e, agora, ao alcance de todos”, está investindo em redes sociais, como Instagram e Facebook, e também em um novo portal na internet, que será lançado no dia 1º de fevereiro. Os canais digitais, além de servirem como prestação de contas à sociedade e à comunidade, também são ferramentas de comunicação com os doadores. O novo site abrigará todas formas de doações para a instituição, que poderão ser feitas diretamente pelo portal. Também terá informação sobre doações através do Imposto de Renda.
Segundo Ceron, muitas pessoas querem ajudar, mas ainda estão saindo pouco de suas casas por conta da pandemia. Os novos canais, então, são uma boa alternativa de contribuição sem exposição à Covid-19. Quanto às doações de produtos, a situação é diferente. Neste caso, a instituição tem utilizado uma kombi para a arrecadação. “Onde tem alimento, nós sempre damos um jeito de buscar, porque ele é sagrado na mesa das pessoas”, afirma. “Aqui, o alimento nunca vence na prateleira”.
Para 2021, a ideia é retomar as atividades do centro de forma híbrida (presencial e à distância), adotando os devidos protocolos de segurança contra a Covid-19, e seguir atendendo à comunidade. Ceron pede para que as pessoas não se desmobilizem quando o assunto é ajudar ao próximo. “A pandemia vai passar, mas não podemos deixar que ela leve junto a solidariedade, o amor, a partilha e o respeito”, completa.

Saiba como contribuir

Interessados em ajudar o Centro Social Pe. Pedro Leonardi podem entrar em contato pelo telefone (51) 98410.5400 ou pelo e-mail [email protected], além dos novos canais no Instagram (@centrosocialpadrepedroleonardi), Facebook (@centrosocialpadrepedroleonardi) e site (www.padrepedroleonardi.org.br). A instituição precisa de materiais de higiene, como álcool em gel, luvas e máscaras, e alimentos, sendo o leite a prioridade. É possível, ainda, fazer transferência bancária através das contas abaixo:
AJUDA
Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre (CNPJ: 92.858.000/0034-03)
PIX
Chave: 92.858.000/0034-03
Banrisul
Agência: 0797
Conta: 06.001181.1-6
Sicredi
Agência: 0116
Conta: 42451-0
Comentários CORRIGIR TEXTO