Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 22 de julho de 2020.

Empresas & Negócios

Compartilhar

Leitura

- Publicada em 03h00min, 27/01/2020. Atualizada em 03h00min, 27/01/2020.

Social

A Decisão de que o mundo precisa - Resenha Empresas & Negócios

A Decisão de que o mundo precisa - Resenha Empresas & Negócios


/Reprodução/JC
O mundo está em crise, do ponto de vista econômico, social e ambiental. Tal fato não pode ser ignorado e transformações precisam ser realizadas urgentemente, não apenas pelos governantes, mas também pela sociedade civil. Neste sentido, Celso Grecco, afirma que o ser humano necessita estourar a bolha do individualismo conscientizando-se de que vive antes de tudo de maneira coletiva, interdependente. Grecco exorta então o indivíduo a deixar de lado a indiferença e agir.
O mundo está em crise, do ponto de vista econômico, social e ambiental. Tal fato não pode ser ignorado e transformações precisam ser realizadas urgentemente, não apenas pelos governantes, mas também pela sociedade civil. Neste sentido, Celso Grecco, afirma que o ser humano necessita estourar a bolha do individualismo conscientizando-se de que vive antes de tudo de maneira coletiva, interdependente. Grecco exorta então o indivíduo a deixar de lado a indiferença e agir.
Em sua obra "A decisão que o mundo precisa", Grecco sugere maneiras de colocar em prática ações que podem transformar a sociedade. Por meio de exemplos e casos concretos, o autor apresenta 7 maneiras de engajamento possíveis a qualquer um, independentemente de condição social ou financeira. Ele explica, também, o conceito de lucro social, para encorajar um investimento diferente, cujo retorno será a construção do futuro com o qual sonhamos.
O leitor aprenderá a perceber quais são os problemas sociais que precisam de mais atenção. A leitura visa ajudá-lo a escolher sua causa pessoal, reconhecer e escolher empresas que possuem propósito e pensem nas gerações futuras, criar um negócio social e desenvolver um trabalho pensando em uma causa, levando em consideração a sustentabilidade,a empatia e a consciência social.
A decisão que o mundo precisa - 7 caminhos para você sair da indiferença e fazer algo para o futuro da sociedade; Celso Grecco; Editora Gente; 192 páginas; R$ 34,90; disponível em versão digital.
 

Criatividade

Resenha Empresas Confiança Criativa: Libere Sua Criatividade e Implemente Suas Ideias

Resenha Empresas Confiança Criativa: Libere Sua Criatividade e Implemente Suas Ideias


/Reprodução/JC
A inovação e a criatividade são reconhecidas como os principais elementos por trás do sucesso nos negócios e, atualmente, são tidas como características fundamentais em líderes. Muitos acham, porém, que a criatividade é exclusiva de alguns poucos "tipos criativos", como pintores, escultores, designers ou escritores profissionais. Na obra "Confiança Criativa", os irmãos Kelley nos lembram que todos possuem muitas ideias e insights para oferecer. Nem todos são artistas, mas podem ser advogados, médicos, gerentes ou vendedores mais criativos.
Inspirados em casos da IDEO e da Stanford d.school, os irmãos Kelley estimulam os leitores a beber da nascente da criatividade e da imaginação ao lidar com problemas. Revelam estratégias específicas para libertar a inventividade de cada um, pois, segundo eles, a criatividade e a capacidade de inovação são como os músculos: quanto mais você usa, mais fortes ficam.
Ao longo de suas páginas, a leitura de "Confiança Criativa", do autor dos best-sellers "As 10 faces da inovação" e "The art of innovation", Tom Kelley, e do fundador da empresa de design IDEO e professor da Universidade de Stanford, David Kelley, procura encorajar os leitores a fazer a diferença e inspirá-los a combinar ideias arrojadas com ações efetivas, que contribuem tanto para a empresa e a carreira quanto para a vida.
Confiança Criativa; David Kelley e Tom Kelley; Editora Alta Books; R$ 81,90; 264 páginas; disponível em versão digital.
 

Tecnologia

Dominando as tecnologias disruptivas - Resenha Empresas & Negócios

Dominando as tecnologias disruptivas - Resenha Empresas & Negócios


/Reprodução/JC
Todas as tecnologias que inundam diariamente o ambiente de negócios afetam cada atividade econômica de uma forma diferente. Algumas exigirão uma resposta imediata e investimentos vultosos, enquanto outras provavelmente ainda levarão um bom tempo para se tornarem efetivamente relevantes e justificarem uma ação concreta da sua parte. As decisões sobre novas tecnologias levam a três questões fundamentais: a intensidade do impacto, quando agir e quanto investir.
A fim de ajudar dirigentes e gestores a saírem da posição de "reféns" das tecnologias disruptivas e pararem de gastar tempo, energia e recursos em iniciativas, Paul Armstrong desenvolveu o modelo TCD (Tecnologia, Comportamento e Dados), um framework que irá ajudá-lo a analisar em profundidade qualquer tipo de tecnologia emergente e/ou disruptiva, levando a uma avaliação fria e consistente sobre a necessidade de se tomar alguma ação concreta em relação às novidades. Armstrong explica como implementar um processo permanente e sistemático de avaliação de novas tecnologias em sua empresa, apresentando inclusive como organizar este esforço através da formação de comitês de trabalho multifuncionais e workshops de intervenção.
Dominando as Tecnologias Disruptivas se apresenta como uma leitura útil para gestores e dirigentes, pois todo tipo de negócio está sujeito ao impacto das novas tecnologias.
Dominando as Tecnologias Disruptivas; Paul Armstrong; Editora Autêntica Business; 304 páginas; R$ 64,90; disponível em versão digital.
 
leia mais notícias de Empresas & Negócios
Comentários CORRIGIR TEXTO