Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019.
Dia da Criação do Ministério das Comunicações.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Serviço

Edição impressa de 25/02/2019. Alterada em 25/02 às 15h11min

Exclusividade dá o tom dos hotéis boutique

Tendo o mar como cenário, clientes contam com momentos singulares

Tendo o mar como cenário, clientes contam com momentos singulares


THE CHILI BEACH/DIVULGAÇÃO/JC
Patricia Knebel
Chegar a um hotel e receber uma cartinha de boas-vindas escrita à mão já é uma delicadeza. Então que tal poder escolher o local e o horário que deseja tomar o café da manhã: na beira da piscina, em uma mesinha cuidadosamente preparada na praia ou no seu quarto? Receber informações exclusivas para um roteiro de passeios pela cidade ou ter um mordomo só para você, que se preocupa em saber o que você gosta de comer, vai ao supermercado comprar os alimentos frescos e prepara um jantar especial?
Exclusividade é a nova palavra de ordem no turismo mundial. Para um perfil cada vez maior de viajantes, não há mais espaço para que eles sintam que o seu tempo em um destino de turismo será "commoditizado". As pessoas querem viver experiências diferenciadas, se sentir cuidadas, únicas. E é essa proposta que tem feito com que a procura pelos hotéis boutique cresça.
"O hotel boutique não está relacionado ao tamanho ou luxo do empreendimento, mas à personalização. O público quer sair do padrão quando viaja, conhecer hotéis, restaurantes e roteiros diferentes", comenta o professor da Escola de Negócios da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs), Denis Bohnenberger.
Não existe uma chancela oficial para qualificar um hotel como boutique. Cada estabelecimento pode fazer a sua aposta na personalização. Geralmente, são espaços acolhedores, exclusivos e com um número menor de quartos que um hotel tradicional de rede. O clima das áreas comuns costuma ser similar ao da casa da gente, com uma sala agradável e espaços em que as pessoas se sintam bem.
É o conceito do luxo remodelado, não necessariamente ligado a hotéis caríssimos. Esse é um conceito que, hoje, diz mais sobre experiências autênticas, menos materialismo e serviços genéricos e mais simplicidade e qualidade, aponta estudo do Euromonitor Internacional. O consumidor de luxo procura o raro e inesperado.
"Quem tem condições de ficar em um hotel luxuoso geralmente já tem todas as facilidades costumeiramente oferecidas em sua própria casa. Mas estar em um local que possibilite experiências exclusivas é outro patamar", analisa Bohnenberger.

Pousada dos chás: clima ideal para se sentir em casa

Lívia diz que ideia é seguir característica hospitaleira da família

Lívia diz que ideia é seguir característica hospitaleira da família


PATRICIA KNEBEL/ESPECIAL/JC
Às 17h, os hóspedes da Pousada dos Chás Hotel Boutique, localizada em Jurerê, bairro de Florianópolis (SC), costumam sair da piscina, da praia ou do quarto e se dirigem a um ambiente onde um chá da tarde os aguarda. São pelo menos três pratos salgados incrementados, como quiche, e tortas belíssimas. Para acompanhar, chás e café.
A gerente dá às boas-vindas, mostra o menu e fica por ali, para explicar todas as opções. Todos conversam, e o atendimento dos profissionais é carinhoso. O clima é familiar. Aliás, a pousada não parece uma casa por acaso: ela era uma casa. Foi ali que, durante muitos anos, residiu a família que fundou e hoje gerencia o empreendimento.
"Essa casa foi construída há 38 anos, quando os meus pais casaram. Eles trabalhavam na cidade, mas vieram morar aqui para prestigiar o local", conta Lívia Petry Makowiecky. O seu avô tinha negócios na região e, inclusive, foi a imobiliária administrada por ele, de nome Jurerê, que acabou dando origem ao nome da praia.
Com o tempo, o espaço virou casa de veraneio, até que, em 2002, eles decidiram transformar em pousada. "Minha mãe sempre foi muito agregadora, e a nossa casa, um ponto para reunir as pessoas. Todos vinham aqui para tomar um chá e comer waffle", relembra ela, que fez Faculdade de Turismo e Hotelaria para ajudar na gestão.
A temática do chá está muito presente - e isso vai além do nome do local. As louças de chá antigas dão um tom especial. Os quartos levam o nome de chás e, em cada um, os hóspedes têm sachês e térmica à disposição para preparar a sua bebida. A ideia de não vincular o nome do hotel a algo relacionado à praia foi proposital, para tentar atrair hóspedes o ano todo.
São 20 quartos, todos com cama box, roupas de cama diferenciadas e amenities de marcas internacionais nas categorias luxo. Mas o grande diferencial, segundo a gestora, é o atendimento. "A nossa meta é garantir uma experiência diferenciada para os nossos hóspedes. Queremos que as pessoas se sintam muito bem e acolhidas aqui", relata Lívia.
Uma curiosidade é que tudo que está na pousada pode ser vendido. A gestora lembra, inclusive, de um hóspede que cismou em adquirir a cama do seu quarto. "Íamos passar contato do revendedor, mas ele queria exatamente aquela que ele tinha passado a noite. Isso tem a ver com a experiência, de a pessoa gostar tanto do que está vivendo que tem vontade de levar para a casa", comenta Lívia.

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/15/206x137/1_pousada_dos_chas_hotel_boutique_4_foto_fabio_votto-8628457.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c672ae6a6e69', 'cd_midia':8628457, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/15/pousada_dos_chas_hotel_boutique_4_foto_fabio_votto-8628457.jpg', 'ds_midia': 'Pousada dos Chás Hotel Boutique Foto Fãbio Votto', 'ds_midia_credi': 'FÁBIO VOTTO/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Pousada dos Chás Hotel Boutique Foto Fãbio Votto', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Foto: Fábio Votto/Divulgação/JC

A origem

A expressão hotel boutique foi criada para descrever o Morgans Hotel, idealizado pelo empreendedor Ian Schrager e inaugurado em 1984 em Nova Iorque (EUA). O conceito faz sucesso entre aqueles que prezam por exclusividade e atendimento personalizado, e que estão dispostos a pagar um preço mais elevado para ter acesso a um tratamento de luxo. No Brasil, esse conceito chegou na década de 1990 com o empresário Carlos Alberto Fernandes Filgueiras. A primeira unidade do Hotel Emiliano, adepta do conceito, foi inaugurada em São Paulo, na rua Oscar Freire, no Jardins.
 

ModeVie: Romantismo para conquistar clientes

Banco de dados permite identificar preferências dos hóspedes e customizar os serviços e as experiências

Banco de dados permite identificar preferências dos hóspedes e customizar os serviços e as experiências


/MODEVIE/DIVULGAÇÃO/JC
No Centro de Gramado, a poucos metros da Igreja Matriz, da Rua Coberta e do Palácio dos Festivais, está o charmoso ModeVie Boutique Hotel. Considerado um dos mais badalados hotéis boutique do Brasil, tem como grande diferencial a criação de um ambiente romântico para os hóspedes.
São 15 suítes, cada uma com uma decoração específica. Crianças, só a partir dos seis anos. Todos os serviços - dos cuidados com o quarto, o café da manhã até os passeios pela cidade - possuem um caráter inovador, explica o diretor do ModeVie, Julio Chaulet. "Tudo que oferecemos é bem customizado. Temos um banco de dados dos clientes, com as suas preferências, e trabalhamos para garantir uma experiência diferenciada a eles", relata.
Todo enxoval e amenities dos quartos e banheiros são de marcas requintadas, e os lençóis, de 300 a 600 fios, dependendo da suíte. A iluminação é automatizada e permite a criação de vários cenários. "Os casais costumam ficar mais tempo no quarto, e tudo é pensado para favorecer o convívio", conta Chaulet. O café da manhã é à la carte e funciona até as 13h, evitando que os hóspedes precisem acordar cedo. O ambiente dessa refeição é agradável, então as pessoas acabam ficando até uma hora e meia relaxando. O serviço de quarto é feito de duas a três vezes ao dia, e há um número maior de funcionários para atender os hóspedes.

Casa Turquesa Paraty: um lugar com alma

Tetê levou para o casarão as vivências de viagens que fez no mundo

Tetê levou para o casarão as vivências de viagens que fez no mundo


/CASA TURQUESA/DIVULGAÇÃO/JC
Um lugar com acolhimento, autenticidade e alma. Essa é a energia que os hóspedes que frequentam o Casa Turquesa Paraty, em Paraty (RJ), costumam encontrar. Localizado em frente ao cais do porto, o hotel foi pensado para ser uma verdadeira residência em um casarão restaurado que recria a fachada de um sobrado histórico do século XVIII. As janelas e os balcões dão o clima que torna a cidade uma das mais charmosas do Brasil.
São nove suítes, algumas delas com parede de pedra original do século XVIII e vista para os telhados das casas históricas da cidade colonial, localizada a cerca de 260 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro. Fundada há 11 anos por Tetê Etrusco, a Casa Turquesa traz inspiração de muitos lugares que ela visitou - a começar pelo turquesa, uma referência à cor do mar da Grécia.

{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/15/206x137/1_tete_etrusco_2_divulgacao_casa_turquesa-8628445.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c672a6f70f77', 'cd_midia':8628445, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/02/15/tete_etrusco_2_divulgacao_casa_turquesa-8628445.jpg', 'ds_midia': 'Tetê Etrusco Divulgação Casa Turquesa', 'ds_midia_credi': 'CASA TURQUESA/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Tetê Etrusco Divulgação Casa Turquesa', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Fundadora da Casa Turquesa, Tetê Etrusco - Foto: Casa Turquesa/Divulgação/JC

Os detalhes em cada cantinho ou cômodo dão o tom da proposta do hotel. Mas o ápice está na energia do local. "A essência do que eu sempre quis oferecer é a hospitalidade, no sentido mais puro da palavra. As pessoas procuram um lugar que tenha alma, uma identidade para ser lembrada. E é isso que procuramos oferecer aqui", comenta a CEO da operação.
O público-alvo do local são os estrangeiros, que costumam visitar a cidade durante o ano todo. "Paraty é uma joia, uma cidade única, muito bem conservada. Eles vêm aqui em busca de história, uma baía maravilhosa, cachoeiras e diversas atividades náuticas", exemplifica.
Tetê gosta de manter a surpresa, e prefere não contar as formas que os hóspedes são surpreendidos durante a estada. Mas dá algumas dicas. "São muitos detalhes, mas prefiro deixar no ar, porque só as vivências que fazem a diferença. Cada lugar tem um cantinho com um significado, e todos os dias as pessoas sentem que a gente lembra que eles estão com a gente", comenta.
 
 

The Chili Beach: aconchego para meditar e se encontrar

Tendo o mar como cenário, clientes contam com momentos singulares

Tendo o mar como cenário, clientes contam com momentos singulares


/THE CHILI BEACH/DIVULGAÇÃO/JC
Está lá nas políticas do hotel: café da manhã servido no restaurante em frente ao mar, uma taça de champagne ou cocktail a cada pôr do sol e frutas frescas durante todo o dia. Nada mal, não é mesmo? O The Chili Beach, localizado em Jericoacoara (CE), prima por garantir momentos singulares aos hóspedes.
São apenas seis quartos, justamente para manter o atendimento exclusivo. O restaurante tem uma vista 240° do litoral de Jericoacoara, cujo mar, pela manhã, presenteia os hóspedes com cores que variam do turquesa ao azul. Durante alguns meses, o projeto Guest Chef leva um chef internacional a fazer um cardápio especial para toda a temporada.
O local conta, ainda, com spa com massagem e ofurô. "É um lugar introspectivo, mágico, para as pessoas aproveitarem a energia da natureza para se encontrarem consigo mesmas, meditarem, relaxarem", comenta a gerente-geral do The Chili Beach, Adriana Rigoni. 
O momento do pôr do sol, conta, é especial. Por isso a decisão de oferecer, todos os dias, a oportunidade de os hóspedes apreciarem esse momento tomando uma taça de champagne ou cocktail. "Jericoacoara é conhecida pelo belíssimo pôr do sol, e o nosso hotel tem uma vista linda dele", complementa.
Adriana conta que a própria chegada ao local já garante um clima todo especial. "Ficamos em uma vila bucólica no meio de Parque Nacional de Jericoacoara, coberta de dunas e lagos que se movem com o movimento dos ventos. As pessoas chegam até nós por meio de veículos 4x4, e já no trajeto entram em contato com toda energia local", resume a gestora.
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia