Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de agosto de 2018.
Dia do Patrimônio Histórico.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Caminhões

Edição impressa de 17/08/2018. Alterada em 17/08 às 01h00min

Scania prepara chegada da sua nova geração

Fábrica da marca em São Bernardo do Campo (SP) será responsável pela manufatura dos produtos

Fábrica da marca em São Bernardo do Campo (SP) será responsável pela manufatura dos produtos


SCANIA/DIVULGAÇÃO/JC

Apresentada na Europa em 2016, a nova linha de caminhões da marca é resultado de 10 anos de desenvolvimento e investimentos ao redor de ¤ 2 bilhões. Os veículos foram pensados para atender a necessidades específicas dos clientes, por aplicação.

"Criamos algo inédito: uma forma de oferta customizada, pois quanto mais precisa a especificação, maiores as chances de retorno em relação à rentabilidade. Não estamos introduzindo apenas um caminhão, mas uma combinação de solução em transporte", observa Celso Torii, vice-presidente de Sales & Marketing da Scania Latin America.

Diferentemente da Europa, aqui toda a família de caminhões será lançada ao mesmo tempo. Somando todas as vantagens, a economia total de diesel poderá ser de até 12%. Só nos motores, equipados com nova tecnologia de alta pressão, haverá até 8% de redução de consumo em comparação com os da linha atual.

As cabines foram desenvolvidas sob a perspectiva do motorista, sem aproveitar nenhuma peça dos habitáculos atuais da Scania. O posto do condutor foi realocado para que ele tenha uma melhor visibilidade externa, e o painel foi rebaixado. A disponibilidade de cabines passará de sete para 19 tipos, com funcionalidades específicas para todas as aplicações.

A gama de propulsores terá novos patamares de potência - 220, 280, 320, 410 e 500 cv - e Brasil ainda fará a estreia mundial do novo motor de 540 cv da Scania. Dois desses propulsores funcionarão com GNV/biometano e três, com bioetanol.

"Este lançamento é resultado do maior investimento na história da empresa, ao mesmo tempo que representa um passo à frente no que se refere à rentabilidade dos negócios de nossos clientes. Trata-se de um novo caminhão que vem inserido em uma nova forma de pensar o transporte e com uma plataforma preparada para o presente e para o futuro", finaliza Christopher Podgorski, presidente e CEO da Scania Latin America.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia